Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Monarquistas fazem palestras sobre marxismo e chamam Brasília de ‘capital do Império’

pela volta da coroa

Monarquistas fazem palestras sobre marxismo e chamam Brasília de ‘capital do Império’

Objetivo do ciclo das palestras ministradas por cantor, escritor e militar é tornar movimento conhecido por não-monarquistas e pedir restauração da Monarquia, divulga organizadores

  • Brasília
  • Flávia Pierry
 |
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Levar a mensagem do Movimento Monarquista para quem não é apoiador da causa. Esse é o objetivo do ciclo de palestras produzido pelo Movimento Brasília Capital do Império (MBCI), cujo primeiro encontro ocorre no próximo dia 8 de março. Com um nome forte, o “I Simpósio Cultural Monárquico-Conservador”, vai reunir um militar da Reserva, um cantor e um escritor para palestrarem e discutirem, pelo prisma da Monarquia, temas como o Marxismo e o Conservadorismo. A propaganda do evento na internet cita Brasília como “Capital do Império”.

Imagem do cartaz de divulgação do evento distribuída pelas redes sociais.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2018/02/28/Republica/Imagens/Futuro/índice.jpg

Por ser um evento realizado no Dia Internacional da Mulher, o evento denominado pelos organizadores como cultural abrirá espaço para uma homenagem: Carla Zambelli, do movimento Nas Ruas, fará uma participação especial para relembrar as mulheres do império. A militante se declarou monarquista em novembro do ano passado. 

LEIA MAIS: Em curso marxista de verão, PCO prega que direita ‘cutuca a onça com vara curta’

A estudante de Direito Julia Bittencourt, presidente do Movimento Brasília Capital do Império (MBCI), explica que a entidade realizará um ciclo de palestras a cada dois meses ao longo deste ano, trazendo temas relacionados à Monarquia. São esperadas cerca de cem pessoas no evento, que acontecerá na Asa Norte, em Brasília 

“O MBCI surgiu em setembro do ano passado. Traçamos um esqueleto do que fazer para ajudar a restaurar a Monarquia no Brasil pensamos que fazer eventos para chamar a atenção de gente que não é monarquista. A monarquia é apartidária, representa toda a Nação”, explicou Julia, que também participará do evento. 

LEIA MAIS: Por que ainda existe a família imperial do Brasil?

A escolha dos convidados para o evento de março ocorreu a partir do viés cultural que a organização quis dar ao encontro. 

Para representar os conservadores foi escalado Marcelo Hipólito, que é escritor e integra o Instituto Conservador de Brasília e vai ministrar palestra com tema “Conservadorismo no Brasil”. Segundo a organizadora do evento, Hipólito se voluntariou a participar do simpósio. O escritor é autor de sete romances, de temática mitológica. Entre os títulos estão “Lúcifer: o primeiro anjo”, “Osíris: Deus do Egito”, “Metamorfose: a fúria dos lobisomens”, “Mago de Camelot: a saga de Merlin para coroar um dragão”, e “Dullahan: os cavaleiros sem cabeça”. 

LEIA MAIS: Membro da família imperial diz que há “projeto de dominação socialista” no Brasil

Para representar os militares, o general aposentado Paulo Chagas foi o escolhido. Ele falará sobre a Monarquia.

Na área cultural, o cantor Blanch Van Gogh (da Banda Cogumelo Plutão), ministrará uma palestra com o tema Marxismo. O artista foi amigo do líder do Legião Urbana, Renato Russo e tem uma biografia com pontos polêmicos, como quando desafiou o cantor Tico Santa Cruz a um debate sobre política. 

“Temos um conservador, um músico, uma ativista e um militar. Achamos bem válido para ter essa mescla de pessoas”, afirmou Julia.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE