i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Serviço

Autonomia do Banco Central: o que muda na prática? Entenda em 1 Minuto

  • Por Gazeta do Povo
  • 09/11/2020 17:24

O plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (03), o texto base do projeto de lei que dá autonomia ao Banco Central formalmente. Foram 56 votos a favor e 12 contra. O texto segue para a Câmara dos Deputados.

Entenda o que isso significa e quais mudanças devem ocorrer na instituição.

Os principais pontos de mudança com a autonomia do Banco Central

Fala-se em autonomia formal do porque na prática, o Banco Central já atua de maneira independente do governo Federal. Agora, esse projeto de lei separa em definitivo o banco do Ministério da Economia.

O autor da proposta, senador Plinio Valério (PSDB-AM), acredita que a medida irá beneficiar investidores nacionais e estrangeiros

Para especialistas, essa independência além de um avanço constitucional, é uma consolidação da estabilidade monetária do país. Além disso, a medida deve diminuir as influências políticas nas decisões do BC.

Sem essa interferência política, a entidade ganha mais credibilidade junto a investidores e isso faz com que o risco-país tenda a cair. Esse índice é usado por investidores para escolher em quais países vão aplicar dinheiro.

Outra mudança acontecerá no comando do banco. Atualmente, o presidente da República indica o nome a assumir a entidade e pode trocar a qualquer momento.

No novo texto, o presidente indicará nomes para a cúpula do Banco Central, que terão mandatos de quatro anos que não coincidam com o da presidência.

Para finalizar, além do controle da estabilidade de preços, o BC passa a perseguir, na medida do possível, o desenvolvimento econômico e o pleno emprego.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.