Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Os presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro
Bolsonaro é um admirador confesso de Trump e já falou publicamente, pelo menos quatro vezes, que torce pela reeleição do americano.| Foto: AFP

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é um admirador confesso do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (Partido Republicano). Tanto que já falou publicamente que torce para que Trump se reeleja na eleição do próximo dia 3 de novembro. Foram pelo menos quatro vezes desde o ano passado que o brasileiro disse esperar a vitória do americano. E, em uma ocasião, foi Trump quem usou sua relação com Bolsonaro como peça de sua campanha eleitoral.

Bolsonaro, inclusive, já foi aconselhado por auxiliares a moderar as demonstrações de apoio a Trump. O receio é que Joe Biden (Partido Democrata), caso eleito, possa se tornar um obstáculo aos interesses do Brasil.

Veja as ocasiões em que Bolsonaro se manifestou a favor da reeleição de Trump:

20 de outubro: desejo "de coração" a reeleição de Trump

A declaração mais recente de Bolsonaro sobre a eleição norte-americana ocorreu na terça-feira da semana passada (20). Bolsonaro afirmou que torce pela reeleição de Trump e que espera estar na cerimônia de posse do republicano.

"Espero, se for a vontade de Deus, comparecer à posse do presidente [Trump] brevemente reeleito nos EUA. Não preciso esconder isso; é do coração", declarou.

A fala do presidente ocorreu no último ato no Brasil da delegação do governo dos Estados Unidos liderada pelo conselheiro de Segurança Nacional, Robert O'Brien.

2 de outubro: votos recuperação da Covid para o "bem do mundo"

No início de outubro, Bolsonaro comentou o diagnóstico de Covid-19 do presidente norte-americano e voltou a falar na reeleição de Trump.

"Desejo rápida recuperação ao presidente dos EUA, Donald Trump, e à primeira-dama, Melania. Com fé em Deus, logo estarão recuperados, e o trabalho na condução de seu país e na sua campanha de reeleição não será prejudicado", escreveu Bolsonaro nas redes sociais. "Vocês vencerão e sairão mais fortes, para o bem dos EUA e do mundo”, completou o presidente brasileiro.

16 de julho: Bolsonaro diz que não pode interferir nos EUA, mas torce por Tump

Em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, em julho, Bolsonaro comentou a eleição nos Estados Unidos e disse torcer pela reeleição de Trump.

“Espero, é a minha torcida aqui, eu não vou interferir em nada, nem posso, nem tenho como, que o Trump seja reeleito. Eu acompanho a política americana”, declarou o presidente brasileiro.

10 de abril: Bolsonaro aparece em vídeo de campanha de Trump

O presidente brasileiro chegou a aparecer em um vídeo de campanha de Trump, em abril deste ano. Na peça, divulgada pelo Twitter do presidente americano, Bolsonaro aparece cumprimentando Trump.

No vídeo, a bandeira do Brasil aparece ao lado da bandeira dos Estados Unidos, na entrada da Casa Branca, em imagens do dia em que Bolsonaro esteve na sede do governo americano, em 2019. Em seguida, aparecem imagens do cumprimento entre os dois presidentes.

O material foi retirado do ar por violação de direitos autorais.

28 de junho de 2019: declaração conjunta com o filho Eduardo

Em junho de 2019, Bolsonaro e seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usaram as redes sociais para comentar a campanha de reeleição de Trump. Os dois postaram registros sobre o encontro do presidente brasileiro com o seu colega norte-americano durante o G-20, em Osaka, no Japão.

Eduardo Bolsonaro fez um registro no Instagram, afirmando que "Trump e Bolsonaro mais parecem velhos amigos que se gostam de graça, o que abre espaço para um diálogo franco e cordial". O filho do presidente afirmou que Trump elogiou Bolsonaro e sua campanha, ao que o presidente brasileiro respondeu com uma declaração de apoio para as eleições americanas.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]