Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A agend da viagem de Bolsonaro nos EUA
Bolsonaro, que viaja à Flórida neste sábado, vai se encontrar pela quarta vez com o presidente Donald Trump.| Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro viaja à Flórida (EUA), neste sábado (7), para reunir-se com autoridades, empresários e militares, discutir parcerias comerciais e encontrar-se com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Há expectativa, também, de que a visita sirva para divulgar as bases de um acordo militar a ser firmado entre o Brasil e os Estados Unidos.

A reunião com Trump, que incluirá um jantar, será no sábado (7) no resort Mar-a-Lago, em Palm Beach, na Flórida. Será o quarto encontro entre os dois, e o segundo que acontece de forma privada, nos EUA, desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República. No ano passado, Bolsonaro e sua comitiva foram a Washington em março e tiveram conversas que resultaram no reconhecimento do Brasil como parceiro prioritário extra-Otan, no acordo de salvaguardas tecnológicas para a base de Alcânatara, e no apoio dos EUA ao ingresso do Brasil na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Segundo a Casa Branca, Trump e Bolsonaro “discutirão oportunidades para construir um mundo mais próspero, seguro e democrático”. Falarão ainda sobre “oportunidades para restaurar a democracia na Venezuela, trazer paz ao Oriente Médio, implementar políticas comerciais pró-crescimento e investir em infraestrutura”. Trump também usará a reunião “como uma oportunidade para agradecer ao Brasil por sua forte aliança com os Estados Unidos”, diz a Casa Branca.

“Desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro, as relações bilaterais deram um salto de qualidade, com resultados concretos na cooperação em diversos domínios e na coordenação de posições”, diz o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros. “Esta visita do presidente Jair Bolsonaro à Flórida servirá para reforçar os vínculos com um dos principais Estados americanos, que abriga uma comunidade de cerca de 400 mil brasileiros e mantém comércio de mais de US$ 20 bilhões com o país”, acrescenta.

O Brasil é o país que mais importa produtos da Flórida e o terceiro que mais exporta para o estado. Além disso, é o terceiro país que mais envia turistas para a Flórida.

Acordo de cooperação militar

Brasil e Estados Unidos estão acertando os termos de uma parceria nas áreas de pesquisa, desenvolvimento, testes e avaliação de projetos na área militar. O acordo, que começou a ser negociado em 2017, no governo Michel Temer, poderá ser formalizado durante esta viagem.

Segundo o portal G1, o acordo foi confirmado pelo chanceler Ernesto Araújo, na quinta-feira (5), em audiência na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado.

"[O acordo] nos abriria a possibilidade de participar de fundos de investimento, nessa parte de tecnologia militar, muito vultosos, que chegam a US$ 100 bilhões", afirmou Araújo, que evitou dar mais detalhes sobre o que prevê o acordo. "Acreditamos que será possível concluir [a negociação] com os EUA, mas não quero antecipar. É uma perspectiva muito animadora para nós", disse.

Para ter validade, o acordo precisará ser ratificado pelos Congressos dos EUA e do Brasil.

Agenda de Bolsonaro nos EUA inclui encontros reservados e visita à Embraer

O presidente estará acompanhado pelos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo; da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva; de Minas e Energia, Bento Albuquerque; da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes; pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luís Eduardo Ramos; e pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

A comitiva partirá no sábado de manhã e chegará à cidade de Palm Beach, na Flórida, pela tarde. No domingo (8), o presidente e a comitiva visitarão o Comando Sul dos Estados Unidos pela manhã. Serão recepcionados por oficiais da organização militar, que, desde 2019, conta pela primeira vez com um oficial general brasileiro, o general-de-brigada Alcides Valeriano de Faria Júnior.

Na segunda-feira (9), o presidente se encontrará com o senador Marco Rubio no próprio hotel e, em seguida, com o senador Rick Scott e o prefeito de Miami, Francis Suárez.

Também na manhã da segunda, a comitiva brasileira participará do seminário empresarial Brasil–Estados Unidos. Nesse evento, haverá duas apresentações do Brasil: uma feita pelo secretário da Pesca, Jorge Seif, e outra pelo presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado.

No fim da tarde da segunda, Bolsonaro terá um encontro com membros da comunidade brasileira que vive na Flórida.

Na terça-feira (10), o presidente participará da sessão de abertura da Conferência Internacional “Brasil-Estados Unidos: um novo prisma nas relações de parceria e investimentos”. O presidente será recebido pelo prefeito de Miami, Francis Suárez, e o presidente do Fórum das Américas, o empresário Mario Garnero.

Ainda na terça, toda a comitiva viaja para a cidade de Jacksonville, onde fica uma fábrica da Embraer. Depois dessa visita, o presidente e a comitiva retornam para Brasília, aonde chegam na madrugada de terça para quarta-feira (11).

44 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]