• 25/09/2019 10:37
Sabatina na CCJ

Aras defende valores, combate à corrupção e independência do MP

  • 25/09/2019 10:37
  • PorFernanda Trisotto
  • Brasília
Augusto Aras na sabatina da CCJ do Senado.
Augusto Aras na sabatina da CCJ do Senado.| Foto: Reprodução/TV Senado

Em sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao cargo de Procurador-Geral da República (PGR), fez um discurso de apresentação de pouco menos de 15 minutos. Em sua fala, o subprocurador defendeu valores morais, falou da necessidade de conciliar desenvolvimento econômico e legislação ambiental, fez um aceno à Lava Jato e reafirmou a independência do Ministério Público. “As pessoas têm valores, convicções, mas a atuação do MP tem que estar vinculada à única ideologia do estado brasileiro que é a democracia participativa”, afirmou

Sobre a Lava Jato, Aras falou que a operação é um marco, mas precisa estar dentro da ordem jurídica para obter resultados. Ele ainda mencionou outras operações, como a Zelotes e a investigação sobre o Postalis, fundo de pensão dos Correios. Em relação a temática ambiental, em voga por causa da situação de queimadas na Amazônia, o indicado à PGR flaou sobre o desafio de compatibilizar desenvolvimento econômico e legislação ambiental. Ele garantiu que o estado brasileiro possui uma legislação moderna e cabe ao MP buscar respostas para ter uma atuação moderna enquanto instituição.

Aras também falou sobre a prioridade que é o combate à corrupção, seja crimes de colarinho branco ou não, e lembrou do problema que é o poder paralelo organizado pelo tráfico de drogas, que deve ser combatido. O subprocurador também entregou documentos que mostram que ele se retirou da sociedade de um escritório de advocacia e também entregou a carteira de identificação de advogado de volta para a OAB.

Acesse aqui outras notícias sobre a sabatina de Aras na CCJ do Senado. Caso queira assistir ao vivo à sessão, clique aqui.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.