• 26/04/2020 09:57
Preocupação com a família

Deputado pede que PGR investigue “pensão” pedida por Moro caso algo lhe acontecesse

  • 26/04/2020 09:57
    • Estadão Conteúdo
    Procurador-geral da República Augusto Aras
    Procurador-geral da República Augusto Aras| Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

    O deputado Rui Falcão (PT-SP) pediu formalmente à Procuradoria Geral da República que seja investigada possível solicitação de vantagem indevida por parte do ex-ministro Sergio Moro, que disse ter estabelecido uma “única condição” ao aceitar o convite para o Ministério da Justiça – uma pensão, caso algo lhe acontecesse no combate ao crime organizado. Falcão solicitou que o fato seja incluído no inquérito instaurado por Augusto Aras para apurar possíveis ilícitos por parte do presidente Jair Bolsonaro e do ex-ministro com base no pronunciamento de Moro. "Tem uma única condição que coloquei, que revelo agora, eu disse que como eu estava abandonando minha carreira de 22 anos da magistratura e contribui 22 para a previdência e pedi que se algo me acontecesse, que minha família não fiasse desamparada sem uma pensão. Foi a única condição que coloquei para assumir a posição no Ministério", disse o ex-ministro ao anunciar que estava deixando o cargo.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.