• 22/01/2021 15:00
Controle

Juíza exige lista de vacinados em Manaus após indícios de desvios

  • 22/01/2021 15:00
  • PorEstadão Conteúdo
    Vacina Coronavac do Instituto Butantan
    Vacina Coronavac do Instituto Butantan| Foto: Governo do estado de São Paulo

    Manaus terá que informar diariamente em seu site, até as 22h, a relação das pessoas que foram vacinadas contra a Covid-19, "com identificação de nome, CPF, local onde foi feita a imunização, função exercida e local onde a exerce". O pedido foi apresentado em conjunto pelos Ministérios Públicos Federal, do Trabalho, do Estado e de Contas do Amazonas, juntamente com as Defensorias Públicas da União e estadual.

    Além disso, a petição foi entregue à Justiça Federal na quinta (21) horas após a juíza Jaiza Maria Pinto Fraixe, da 1ª Vara Federal do Amazonas, intimar o governo do Amazonas a entregar a cópia de todas as listagens de todas as pessoas que receberam doses da Coronavac.

    No despacho, a magistrada diz que há "fortíssimos indícios de desvio da vacina que o governo federal enviou ao Amazonas". "Trata-se de uma sucessão de ilícitos gravíssimos que podem resultar em condenações criminais, responsabilização por atos de improbidade, perda de cargos públicos e até de registros profissionais em caso de pessoas que simularam ser de linha de frente com o intuito de romper as regras atinentes às filas legalmente impostas. Até a presente data, em nenhum outro município do país se teve notícia de tamanha aberração", disse.

    O pedido, no entanto, se dá em meio a denúncias de que pessoas fora do grupo prioritário na imunização estão sendo vacinadas. Há indícios de desvios em Pernambuco, Sergipe, Amazonas, Rio de Janeiro, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia, além do Distrito Federal.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.