• 07/06/2020 14:45
No Palácio do Alvorada

“Não queiram botar no meu colo”, diz Bolsonaro ao citar desemprego e medidas de isolamento

  • 07/06/2020 14:45
    • Estadão Conteúdo
    Presidente da República, Jair Bolsonaro
    Presidente da República, Jair Bolsonaro| Foto: Alan Santos/PR

    O presidente da República Jair Bolsonaro conversou com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada neste domingo (7), mas evitou fazer comentários sobre as manifestações que ocorrem em Brasília e outras cidades do País. Bolsonaro, que tem participado de aglomerações aos fins de semana, voltou a dizer aos apoiadores que as medidas de isolamento social são de responsabilidade dos prefeitos e governadores e vão causar desemprego. "O Supremo Tribunal Federal decidiu que governadores e prefeitos são responsáveis por essa política, inclusive, de isolamento. Agora está vindo um maior desemprego, enorme aí, de formais e pessoal informal também. Não queiram botar no meu colo", disse. "Isso compete aos governadores, a solução desse problema que está acontecendo quase que no Brasil todo", acrescentou. Bolsonaro comentou, ainda, a prisão de um ex-secretário estadual em Santa Catarina, Douglas Borba, em uma operação que investiga a compra, sem licitação e com pagamento adiantado de R$ 33 milhões, de 200 respiradores usados no tratamento da covid-19. "Roberto Jefferson falou do Covidão", disse o presidente, citando o ex-deputado condenado no mensalão e, agora, seu aliado.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.