• 28/10/2020 14:39
Dinheiro público

Com dinheiro público, Senado vai bancar consultas virtuais a senadores e dependentes

  • 28/10/2020 14:39
    Com dinheiro público, Senado vai bancar consultas virtuais a senadores e dependentes
    | Foto:

    O Conselho de Supervisão do plano de Saúde do Senado – chamado de Sistema Integrado de Saúde (SIS) – autorizou no último dia 23 de outubro ressarcimentos, com dinheiro público, de atendimentos médicos por meio eletrônico (a telemedicina) mesmo para médicos e clínicas que não estão credenciadas no SIS. A regalia tem vigência imediata e vai beneficiar senadores e seus dependentes (filhos e enteados com até 33 anos de idade). A decisão, conforme a ata da reunião do Conselho do SIS, vai abranger consultas com médicos, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.