• 05/01/2021 10:35
Vacina de Oxford

Após citar veto, fabricante da vacina de Oxford na Índia assegura fornecimento

  • 05/01/2021 10:35
  • PorEstadão Conteúdo
    Vacina de Oxford
    Expectativa da Fiocruz era começar o calendário de imunização contra a Covid-19, de maneira emergencial, ainda em janeiro.| Foto: Justin Tallis/AFP

    Os laboratórios Serum Institute e Bharat Biotech, da Índia, asseguraram nesta terça-feira (5) assegurando o fornecimento global de vacinas contra a Covid-19 produzidas no país. O comunicado vem após o CEO do Instituto Serum, Adar Poonawalla, afirmar, no domingo (3), que não haveria permissão do governo local para a exportação dos imunizantes. A fala provocou preocupações no Brasil por envolver a fabricação da vacina da AstraZeneca em parceria com Universidade de Oxford, principal aposta do Ministério da Saúde.

    Poonawalla compartilhou o comunicado dos laboratórios e chamou o suposto veto à exportação das vacinas de "falha de comunicação". "As exportações de vacinas são permitidas para todos os países. (...) Estamos todos unidos na luta contra esta pandemia", publicou, no Twitter.

    A possibilidade de veto à exportação por parte do governo indiano preocupou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) depois de ter recebido autorização da Anvisa para a importação de 2 milhões de doses. O Itamaraty chegou a ser acionado para tentar reverter a situação com o governo da Índia.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.