Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Com a vitória de Joe Biden nesta eleições dos Estados Unidos, as Forças Armadas começam a projetar a nova relação Brasil-EUA.

Entenda com a gente as projeções dos militares.

Com a vitória de Biden como os militares planejam a nova relação Brasil-EUA?

Apesar da recontagem dos votos em alguns estados, já é possível alegar que Joe Biden é o novo presidente dos Estados Unidos.

Desde o começo do governo Bolsonaro a relação dos países foi muito alinhada. Por isso fica a dúvida do que pode mudar com uma possível vitória democrata.

A principal preocupação dos militares são os assuntos que Trump pouco se importava. Biden indica que irá dar atenção para Amazônia, para as queimadas, vacinas, entre outros. A posição estadunidense sobre esses temas podem causar uma retirada de algum investimento, por exemplo.

Porém, as demais relações entre os países deve mudar pouco. A postura anti China deve continuar na agenda estadunidense, como a oferta de crédito caso o Brasil bana a China do leilão do 5g.

As relações entre as Forças Armadas dos dois países também deve continuar. Cooperações militares, treinamentos e operações conjuntas não devem mudar. Além disso, o Brasil é visto como um aliado estratégico para a influência dos Estados Unidos na América Latina.

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]