Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • N

    Nícolas Teixeira

    ± 0 minutos

    Aqui se agrava um problema. Quando se fala em inserção e ocupação feminina no mercado de trabalho e em igualdade de condições entre homens e mulheres, para o empregador o final do mês se resume a uma tabela contábil -- a lei pode tentar fantasiar o contrário o quanto quiser. Por essa proposta, a mulher será um "gasto" ainda maior para o empregador. Aí, ao invés de se igualar o custo entre ambos os gêneros para se quebrar a argumentação de que mulher é mais cara, a ministra deseja aumentar ainda mais essa diferença? Não consigo imaginar cenário onde isso prosperará pacificamente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cristian carla a. Volski cassi

    ± 15 horas

    Hoje mesmo ouvi de um.empresáio que NÃO VAI CONTRATAR mulheres em idade fértil por conta da decisão do "maravilhoso STF" de decidir que não podemos trabalhar em determinadas areas. Na area da saúde 80% da mão de obra é FEMININA. como ficamos se somos "incapacitadas" de trabalhar em áreas como P.S, U.TI, etc? Um absurdo essa decisão. Gravidez de e em risco sempre houve atestados medicos e pedidos de afastamento. O STF complica nossa vida! Sempre trabalhei e tenho vida e filhis saudáveis, hoje não pode! Oi? E a licença de 1 ano, voltamos todas pra casa ok?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Catia Possamai

    ± 16 horas

    Olha um ano em casa e excelente! A única coisa é que, o patrão vai ter mais certeza ainda de que sou dispensável para a empresa, ou seja , vai ficar mais difícil para nos mulheres arranjarmos emprego!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Salo

    ± 17 horas

    Quem pagará o aumento do benefício? É claro, todos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Renata

    ± 17 horas

    Sinceramente, já existe um projeto de empresa cidadã que dá a possibilidade de aumentar a licença de 4 para 6 meses. Além disso, a licença é um benefício previdenciário e hoje o sistema é deficitário. Ou seja, precisaria criar um imposto para financiar essa prática. Outro ponto, é que isso dificultaria a contratação de mulheres em idade fértil.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Enéas

    ± 18 horas

    Parabéns Ministra Damares pelo projeto. Com esta iniciativa, o país ganhará e muito no longo prazo. Está provado através de estudos científicos que a criança que nos primeiros meses de vida recebe um acompanhamento afetivo dos pais, de forma a não transferir para creches esta função, resulta numa melhor qualidade de vida física e emocional. Isto gera um efeito multiplicador para toda a sociedade, com menores custos na saúde (tratamentos médicos, remédios) e diminuição de delinquentes devido ao cuidado dos pais que exercem a sua verdadeira função de educar e de desenvolver cidadãos no amor e respeito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lucas

    ± 19 horas

    Ta de sacanagem né.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.