Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Dia 30 de junho: domingo de manifestação pró-Moro
Domingo dia 30 de junho haverá manifestação pró-Moro e pró-Lava Jato em mais de 150 cidades.| Foto: Hedeson Alves / Gazeta do Povo

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e a operação Lava Jato serão 'ovacionados' no próximo final de semana. Diferentes grupos estão promovendo uma mobilização conjunta para o domingo, dia 30 de junho: a manifestação com atos pró-Moro e pró-Lava Jato está confirmada em mais de 150 cidades pelo Brasil (veja lista).

Os atos são motivados por supostas mensagens trocadas entre o ex-juiz e o coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol. “Vimos a necessidade de continuar a defender a operação Lava Jato”, diz Renato Battista, coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL).

O MBL já confirmou locais de manifestação dia 30 de junho em todos os estados e no Distrito Federal. Os atos são esperados em praças, pontos, ruas, largos e até mesmo em espaços alternativos, como em frente ao shopping MidWay Mall, em Natal (RN). No exterior, também há mobilizações confirmadas pelos organizadores do movimento Vem Pra Rua, em locais em Boston (EUA), Nova York (EUA) e Genebra (Suíça).

Cidades com manifestações pró-Moro e Lava Jato dia 30 de junho

Entre as cidades com manifestações pró-Moro e pró-Lava Jato, as capitais brasileiras começam os atos em horários diferentes. Em São Paulo, está programada para às 14h, segundo o Vem Pra Rua, em frente ao prédio da Fiesp, na Avenida Paulista. A informação diverge da informada pelo MBL, que convoca a concentração em frente ao Masp também na avenida Paulista, a cerca de 1 km de distância da Fiesp.

Em Curitiba, a convocação é para às 15h na Boca Maldita, no início do Calçadão da Rua XV. Já no Rio de Janeiro, o MBL convoca a manifestação dia 30 para o Posto 5 na Praia e Copacabana.

A Gazeta do Povo está continuamente atualizando a lista de pontos de encontro em todas as cidades com manifestações dia 30 de junho. Confira os principais atos pró-Moro e Lava Jato confirmados até agora:

Suposta crítica não afeta mobilização

Em parceria com o site The Intercept, a Folha publicou, no último domingo (23), um trecho de supostas conversas trocadas entre Moro e Dallagnol em que o ex-juiz federal teria chamado participantes do MBL de “tontos”: "Não sei se vocês têm algum contato, mas alguns tontos daquele Movimento Brasil Livre foram fazer protesto na frente do condomínio do ministro".

Renato Battista, coordenador nacional do MBL, destaca que o suposto não interfere no apoio. e garante participação na manifestação dia 30 de junho. “Inclusive o ministro Moro reconheceu isso, enviou um áudio pedindo desculpas caso ele tenha falado aquilo”, diz.

27 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]