i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Defesa

Militares vão usar verba milionária da Lava Jato para ter satélite próprio na Amazônia

    • Estadão Conteúdo
    • 21/09/2020 14:28
    Militares vão usar dinheiro da Lava Jato para ter satélite na Amazônia
    Satélite da empresa SpaceX em órbita: militares brasileiros querem ter um para monitorar a Amazônia.| Foto: Pixabay

    O Ministério da Defesa decidiu levar adiante um projeto para implantar um sistema de satélite com preço estimado pelos próprios militares em R$ 577,9 milhões e previsão de ficar pronto só em 2026. Boa parte dos recursos está atrelada a dinheiro da Operação Lava Jato, transferido ao Estado por meio de indenizações pagas pela Petrobras.

    Os militares ficaram com R$ 530 milhões repassados pela estatal no acordo que fechou com a Lava Jato. Por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), esses recursos deveriam ser usados exclusivamente para proteção da Amazônia.

    O custo do projeto do Ministério da Defesa é cinco vezes superior ao orçamento de R$ 118 milhões deste ano do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia que há décadas é responsável por monitorar o país por meio de seu sistema próprio de satélites. O trabalho do Inpe, porém, tem sido questionado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo vice Hamilton Mourão.

    O dinheiro da Lava Jato, no entanto, não será usado para aprimorar a estrutura tecnológica do Inpe, que passa por uma crise orçamentária. Mas sim do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), controlado pelos militares.

    Em agosto, a Defesa informou que pretende investir R$ 145 milhões em um projeto de satélite para monitorar a Amazônia, batizado de Lessônia-1. Trata-se da fase inicial de um programa que, segundo informações da própria pasta, só fica pronto no próximo governo, em seis anos.

    Defesa fala em investir R$ 145 mi no satélite, mas ministro previu aporte superior

    Procurado pela reportagem, o Ministério da Defesa informou que o aporte de R$ 145 milhões é "uma estimativa inicial para aquisição de satélite" e que "em virtude das atualizações tecnológicas e ajustes no valor de mercado, o valor final do processo de aquisição será conhecido ao término da fase contratual".

    Em julho de 2019, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva afirmou, em ofício sobre o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais, que o Lessônia vai custar mais de R$ 577 milhões e que o investimento deve ser feito ao longo de cinco anos, para que o satélite seja lançado em 2026. Ao descrever a necessidade da tecnologia, ele citou não só o monitoramento da Amazônia, mas também fiscalizar fronteiras, agricultura, controle de tráfego marítimo, oceanografia, entre outros usos.

    À reportagem, a Defesa argumentou que a aquisição do satélite representa, para o país, "importantíssima ferramenta tecnológica permitindo significativa ampliação da capacidade de proteger a Amazônia, além de contribuir diretamente para a soberania nacional, especialmente no campo espacial".

    Segundo a pasta, a tecnologia contribui também para a "soberania espacial", ao acabar com a "ausência de um satélite com sensor radar operado pelo Brasil". Apesar de o próprio ministro informar que o projeto ficaria pronto em 2026, a pasta disse que uma licitação internacional está em andamento e pode ser concluída até o fim do ano, com previsão de que parte do projeto entre em operação até o fim de 2021.

    Ao defender a necessidade de aquisição da tecnologia, o Ministério da Defesa sustenta que o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) foi criado em 2002 para promover a proteção e o desenvolvimento sustentável da Amazônia Legal e que, desde 2016, desenvolve o projeto.

    Segundo a Defesa, o que se busca é um sistema capaz de enxergar o terreno, mesmo que este esteja sob nuvens. "Dessa forma, mesmo na época de fortes chuvas na Amazônia, que duram cerca de oito meses, o radar consegue melhor monitoramento", afirma. Na avaliação do ministério, a tecnologia é complementar ao sistema usado pelo Inpe. "Portanto, não haverá sobreposição de funções do Inpe, mas sim complementaridade."

    Ex-presidente Inpe critica aplicação dos recursos

    Para o ex-presidente do Inpe, Ricardo Galvão, hoje professor de Física da Universidade de São Paulo (USP), não se trata apenas de uma situação de esvaziamento do Inpe, mas também de utilização de recursos que tinham outra finalidade.

    "Todos sabemos que esses recursos da Lava Jato deveriam ser aplicados na defesa da Amazônia. Estavam endereçados para operações de proteção da floresta, mas estão usando o dinheiro para financiar suas próprias. Isso não é correto", afirma Galvão.

    Especialista em monitoramento por satélites, o diretor do secretariado do Grupo de Observações da Terra (GEO), Gilberto Câmara, afirma que por enquanto o Ministério da Defesa não apresentou nenhum detalhe técnico que aponte a necessidade de aquisição da tecnologia.

    "Ao mesmo tempo em que pretendem gastar R$ 145 milhões numa compra de uma 'cloroquina espacial', o orçamento de pesquisa do Inpe foi zerado para 2021. A única explicação possível é que os militares querem substituir o monitoramento do Inpe pelo do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e produzir um número cujos dados não serão transparentes para a sociedade", afirma.

    15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 15 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    • N

      Nelson Vidal Gomes

      ± 2 minutos

      E por que os dados oriundos do INPE merecem mais credibilidade que os a serem fornecidos pelo Ministério da Defesa? Namastê!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • K

      Klin

      ± 1 dias

      Para pensar: O satélite não apaga fogo e nem prende madeireiros e desmatadores.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • N

      Niva Alice de Oliveira Barbosa Guedes

      ± 1 dias

      Excelente!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • W

      WILSON

      ± 1 dias

      Defesa nacional é assunto muito sério , para profissionais ! Não é para palpiteiros de plantão , que julgam as coisas como se estivessem falando de como cuidar da cerca que cerca sua casa....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • S

      Sr. Walker

      ± 2 dias

      País riquíssimo, de alta renda, dinheiro sobrando, pode se dar ao luxo de ter um satélite exclusivo para vigiar focos de incêndio. Pelo amor de Deus. Isso pode ser feito pela internet, é só fazer uma assinatura mensal (baratíssima) em montoeira de sites que utilizam uma infinidade de satélites especialistas nessas coisas. Só porque o psicopata que está presidente imagina que exista um complô mundial contra a sua figura e daqueles três abibolados dos seus filhos. É muita insanidade.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      1 Respostas
      • J

        Jorge Vallim de Medeiros

        ± 22 horas

        Quando alguém se julga o certo, contra a opinião avassaladora de uma maioria democrata, associada às liberdades e ao progresso, evidente sinal de psicopatia fica exposto.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • J

      joao carlos

      ± 2 dias

      Que comentário à toa - Cloroquina Espacial. Quem assim se expressa não tem a menor ideia da necessidade de um satélite que deverá ter aplicações militares e civis. Só o fato de o Ministério da Defesa estar liderando o projeto, já é garantia de que será conduzido com responsabilidade e de forma a garantir o controle pátrio sobre nossa Amazônia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • N

      Nm

      ± 2 dias

      Tem cada Brasileiro, (comentarios abaixo) que preferem entregar o território e suas riquezas pelo simples fato de não gostarem dos militares. Sun Tzu , no seu livro a arte da guerra, diz: A TERRA É A BASE DO ESTADO. Sem território NÃO HÁ PAIS, NÃO HÁ NAÇÃO E POR CONSEQUNCIA NÃO HÁ DIREITOS! SEUS IGNORANTES.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • C

      chico

      ± 2 dias

      Dispenso títulos de notícias tipo jornal policial Compostura por favor

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • A

      anderson

      ± 2 dias

      Só pelo comentário "Cloroquina Espacial", já podemos ver que o entrevistado não tem imparcialidade.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • M

      Marcelo M

      ± 2 dias

      Reações dos aproveitadores auto-intitulados guardioes da Amazonia, à vigilancia de verdade, por motivos reais: satelite militar, para garantir defesa e segurança, ao invés de satelites da "ciencia" lacradora, para monitorar queimadas, deflorestadoras ou não, criminosas ou nao, com o mesmo efeito final, que é fustigar o governo. É o fim dos anti-patriotas !

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      1 Respostas
      • S

        Sr. Walker

        ± 2 dias

        Esse tal satélite vai poder fazer disparos de canhão? Claro que não. Então serve para qual uso militar?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • D

      Dissenha

      ± 2 dias

      Parece que o Sr. Câmara está tal qual um antigo personagem de desenhos animados : uma hiena (Hardy) que fazia dupla com um leão Lippy. A hiena dizia sistematicamente "isto não vai da certo". Uma Cloroquina Espacial" (não parece uma sentença progressista?) e afirmar que os dados não serão transparentes para a sociedade. Que coisa. Saí pra lá.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • F

      Fabricio Zandona

      ± 2 dias

      Excelente

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]

    • A

      ANDRE FELIPE MEREGALLI

      ± 2 dias

      A manchete dúbia foi proposital?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • Máximo 700 caracteres [0]