Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Diferentemente do Senado, onde a impossibilidade de reeleição de Davi Alcolumbre mudou todo o cenário e abriu as portas para diversas candidaturas e outros cotados, a disputa pela presidência da Câmara é mais previsível. Entenda:

Entenda como será a disputa para presidência da Câmara dos Deputados

Muitos dos postulantes à sucessão de Rodrigo Maia já estão com suas candidaturas postas, como o líder do Centrão, Arthur Lira (PP-AL), que se lançou oficialmente na disputa no último dia 9 de dezembro.

A candidatura de Lira freia a de um dos principais aliados de Maia, o líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Lira é o candidato do presidente Jair Bolsonaro e uma das principais forças nessa eleição.

Do outro lado, a principal disputa pelos espólios políticos de Maia está entre os deputados Baleia Rossi (MDB-SP), líder e presidente nacional do partido; e Elmar Nascimento (DEM-BA), ex-líder da legenda e indicado à Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Outros nomes ainda podem viabilizar sua candidatura. A exemplo do deputado Marcos Pereira (Republicanos-SP), primeiro-vice-presidente da Câmara e um dos principais integrantes da bancada evangélica.

O presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, de Pernambuco, também tenta viabilizar sua candidatura. No entanto, dentro do partido, alguns admitem que ele não terá a força política para fazer frente aos outros candidatos. 

Conteúdo editado por:Jenifer Ribeiro dos Santos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]