Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça segue aguardando que a sua sabatina pelo Senado seja agendada. A indicação foi feita há mais de um mês e, até agora, não há o menor indício de quando o assunto deve entrar na pauta. E a pergunta é: por quê?

Inicialmente, a culpa era dos atritos entre Bolsonaro e o próprio STF, cujo clímax foi justamente o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes protocolado pelo chefe do Executivo. Na época, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), chegou a dizer que não havia clima para discutir a sabatina. Só que o assunto agora são águas passadas e Mendonça segue sendo levado em banho-maria.

Para entender o porquê da demora e que mensagem o Senado traz com esse atraso, o podcast 15 Minutos de hoje conversa com Renan Ramalho, repórter da Gazeta do Povo em Brasília, para entender esses sinais e saber como estão os climas nos bastidores do Senado e do próprio STF quanto ao nome de Mendonça.

***

O podcast 15 minutos é um espaço para discussão de assuntos importantes, sempre com análise e a participação da equipe de jornalistas da Gazeta do Povo. De segunda a sexta, de forma leve e dinâmica, com a duração que cabe na correria do seu dia. Apresentação é do jornalista Márcio Miranda. O programa é publicado no Spotify, Google Podcast, Deezer e no iTunes.

***Ficha técnica: ‘15 minutos’, podcast de notícias da Gazeta do Povo #Apresentação e roteiro: Durval Ramos; direção de conteúdo: Rodrigo Fernandes; equipe de produção: Maria Eduarda Scroccaro montagem: Leonardo Bechtloff; estratégia de distribuição: Marcus Ayres.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]