Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    Rogerio Piccoli

    ± 0 minutos

    Privatizar não, capitalizar, sim. Pressões de potenciais interessados privados são constantes, sinal de que o negócio é excepcionalmente lucrativo, razão pela qual, e por uma questão estratégica, o controle da geração de energia elétrica não deve ser privatizado mas, sim, capitalizado, mesmo que seja numa condição de participação minoritária de capital, porém, resguardando-se o poder de decisão, que sempre deve ser preservado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    joao cesar reinert

    ± 3 horas

    PPRIVATIZA TUDO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 10 horas

    Se o Congresso não quer privatizar as estatais então que votem leis que retornem o setor ao início da década de 90 onde as empresas eram remuneradas pelo custo do serviço, ou seja, faziam o que queriam e o povo pagava a conta. Com a regulação atual, competitiva, as estatais não têm condição de sobreviver.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.