Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Bolsonaro na transposição do Rio São Francisco, no Nordeste
Bolsonaro durante inauguração de trecho da transposição do Rio São Francisco na cidade de Sertânia (PE), em 2019.| Foto: Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro (PL) inicia nesta terça-feira (8) uma viagem a três estados do Nordeste, onde participará da inauguração de obras da transposição do Rio São Francisco – o maior projeto hídrico do país. A agenda também tem um componente eleitoral, já que Bolsonaro busca ampliar apoios e melhorar a avaliação de seu governo na região, que é considerada um reduto da esquerda, especialmente do PT.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Roberto Marinho, vai acompanhar o presidente na passagem por Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte, estados por onde passa o Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. “Sonho secular se transforma em realidade”, afirmou Marinho em suas redes sociais na manhã desta terça, ao publicar uma foto da comitiva presidencial embarcando no avião presidencial em Brasília.

As primeiras ideias para a transposição do Rio São Francisco para levar água a regiões do semiárido datam da época do Brasil Império, dois séculos atrás. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deu início, em 2007, ao projeto, mas nenhuma etapa da megaobra foi finalizada durante os governos petistas. A primeira inauguração, do eixo Leste do projeto, ocorreu no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), em 2017. Agora, Bolsonaro inaugura obras do Eixo Norte, que levará as águas ao Rio Grande do Norte.

A história do projeto hídrico desatou uma briga sobre a paternidade da transposição entre os pré-candidatos a presidente. Lula e o PT reivindicam a obra por ela ter sido iniciada em seu governo e afirmam que mais de 90% do trabalho foi realizado durante a gestão petista. Ciro Gomes, pré-candidato a presidente pelo PDT, também já afirmou anteriormente que foi ele quem iniciou o projeto, quando era ministro da Integração Nacional de Lula. O governo Bolsonaro, por sua vez, diz que não está preocupado com a paternidade da obra, mas salienta que foi na gestão atual que ela foi revitalizada e concluída.

Em entrevista à CNN na segunda-feira (7), Rogério Marinho fez uma série de críticas à condução da obra na gestão petista. “Foram cerca de R$ 14 bilhões investidos. Desses, 55% foram no governo do PT. Mas a funcionalidade, a operação dos dois ramais [eixo leste e norte] era de 15% quando houve a mudança de governo entre a ex-presidente Dilma [Rousseff] e o ex-presidente Temer. Muita coisa precisou ser feita refeita”, afirmou, citando que canais foram abandonados e obras foram “deixadas ao relento”, e que ainda houve falta de planejamento e abandono de obras por parte de empresas durante os governos do PT.

O Ministério do Desenvolvimento Regional afirma que R$ 3,5 bilhões foram investidos durante o governo atual, desde 2019, montante que corresponde a cerca de 25% do total gasto com as obras. A projeção do governo é de que 16,5 milhões de brasileiros que moram em cerca de 540 municípios do Nordeste serão beneficiados pela transposição, incluindo canais acessórios que estão sendo construídos.

O ministro também deu o tom de como a transposição será usada na campanha de reeleição do presidente e de seus aliados no Nordeste: “Foi o governo Bolsonaro que levou as águas do Rio São Francisco para o Ceará… para a Paraíba e é este governo que está conseguindo levar as águas para o Rio Grande do Norte”. Rogério Marinho é um dos nomes cotados para disputar uma vaga ao Senado pelo Rio Grande do Norte, mas ainda precisa se acertar com Fábio Faria, ministro das Comunicações, que também está buscando o apoio de Bolsonaro para disputar o mesmo cargo.

Com a aproximação da campanha eleitoral, o presidente tem priorizado as viagens oficiais ao Nordeste. Em 2021, visitou a região 21 vezes, enquanto que, no primeiro ano de mandato (2019), visitou a região apenas sete ocasiões.

A estratégia é aumentar a popularidade do presidente no Nordeste, região onde o governo Bolsonaro tem o pior nível de aprovação, segundo levantamento do Instituto Paraná Pesquisas, realizado entre 27 de janeiro e 1.º de fevereiro de 2022. Segundo a pesquisa, 29,4% dos eleitores da região aprovavam a gestão atual e 66% desaprovavam. O Sul é a região onde o percentual de aprovação é mais alto: 48,3%.

Agenda de Bolsonaro no Nordeste inclui até "jegueata"

A primeira parada da viagem ao Nordeste está prevista para a esta terça, em Salgueiro, Pernambuco, onde a comitiva presidencial participará da cerimônia de inauguração do núcleo de controle operacional da transposição do rio São Francisco.

Depois, o presidente vai a Jati, no Ceará, para outra cerimônia alusiva ao projeto, quando será realizada a liberação de água da estrutura até o Cinturão de Águas do Ceará (CAC), que, segundo o Ministério do Desenvolvimento Regional, não recebe água do São Francisco desde maio de 2021, devido a serviços de manutenção e substituição de equipamentos para modernização da estrutura.

Na quarta-feira (9), Bolsonaro vai vistoriar as obras na Barragem de Oiticica, no Rio Grande do Norte, porta de entrada das águas do São Francisco no estado. A estrutura está sendo concluída e deve garantir o abastecimento a 330 mil pessoas em oito cidades potiguares.

Na sequência, o presidente participará da cerimônia de chegada das águas do Rio São Francisco ao estado, em Jardim de Piranhas.

Bolsonaro disse na semana passada que também participará de uma “jegueata” – passeio sobre jegues – com apoiadores nesta mesma cidade. Já em Caicó (RN), Bolsonaro participará de uma "motociata".

PF averigua ameaça contra Bolsonaro

Na segunda-feira (7), véspera da viagem, a Polícia Federal colheu o depoimento de um analista de sistemas de Caicó (RN) que sugeriu, em suas redes sociais, o envenenamento do presidente durante sua ida à cidade.  "Quem será q vai fazer o serviço de colocar veneno? Faz falta alguma. É até um serviço de bem para a sociedade", postou o jovem identificado como Bismark Victor. O advogado dele informou ao jornal O Globo que não haverá nenhum desdobramento judicial e a PF disse que apenas foi feita uma “entrevista” com o jovem.

Bolsonaro comentou o caso com apoiadores em frente do Palácio Alvorada. “Vocês devem ter visto nas mídias sociais aí um blogueiro lá do Rio Grande do Norte dando as dicas de como me envenenar”, disse. “Agora, a tranquilidade, quando o cara fala que vai fazer, não faz. A preocupação é com quem não fala nada”, completou.

Metodologia da pesquisa citada na reportagem

O levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas foi encomendado pela corretora de investimentos Bgc Liquidez, pelo valor de R$ 126 mil, e está sob o registro BR-09055/2022 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Foram feitas entrevistas face a face com 2.020 eleitores entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro de 2022. O nível de confiança da pesquisa é de 95% para uma margem de erro estimada em 4,5% para a região Nordeste e de 6% para a região Sul, para mais ou para menos. A metodologia completa das pesquisas eleitorais e os questionários aplicados podem ser consultados no site do TSE.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]