Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    Robson La Luna di Cola

    ± 2 dias

    Nossa economia é uma piada. Satânica. Exportamos um monte de carne e grãos, e temos milhões de brasileiros passando fome. Importamos um monte de produtos Xing Ling Made in China, e temos milhões de desempregados! Temos que mudar! Viva o nacional-desenvolvimentismo!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    antonio augusto

    ± 2 dias

    um ano foi tomate, outro cebola, feijão e agora arroz. commodities tem uma grande problema, fora tudo que Constantino comentou, que é a "praga" que assola o país sempre... o populismo esquerdista... isso mata a plantação e nossa paciência...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Regina Célia Baldin

    ± 2 dias

    Tens toda razão. Não é hora de populismo barato. As sazonalidades da safra e mais a seca prolongada ajudaram. Sem contar a demanda pelo produto, pois todos começaram a alimentar-se em casa. Claro, a China continua precisando de nós e nós deles...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.