Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
A esquerda não sabe debater e estava muito mal acostumada
| Foto:

Esquerdista, via de regra, não sabe debater. Apela muito para emoções, rotula o adversário com base em suas supostas intenções malignas, exagera no sofisma e na retórica sensacionalista, monopoliza virtudes. Ocorre que havia uma quase hegemonia na mídia, e os "debates" se davam apenas entre esquerdistas. Isso foi fatal.

Eles passaram a acreditar que, de fato, eram grandes debatedores! Entre petistas e tucanos, trocavam algumas farpas, mas concordavam na essência. E os "intelectuais" de esquerda rasgavam seda, trocando elogios mútuos e narcisistas. Levaram a sério que eram muito sérios!

As redes sociais furaram a bolha, alguns veículos de comunicação cederam e contrataram comentaristas mais à direita, liberais clássicos e conservadores, e foi preciso efetivamente debater. Aí a fragilidade dos "argumentos" esquerdistas ficou exposta em praça pública. Eles não estão aguentando a pressão. Vejam, por exemplo, o comentário do Augusto, da CNN:

É a "mimicracia", em vez da meritocracia. Está já virando um default: eles "apanham" ao vivo e vão para as redes sociais chorar para sua bolha, fingindo que são o máximo, que só focam em ciência e fatos contra "lunáticos" de direita. São como pombos que avacalham o tabuleiro e ainda saem cagando regra!

A esquerda não está acostumada ao debate, e sem o controle das redes sociais, descobre que o público em geral aplaude a surra que leva. Resta sair de forma arrogante, bancando o “racional focado em fatos” contra o “achismo dos lunáticos”. A empáfia mascara a falta de argumentos!

Além disso, usam sua influência na mídia para colocar pressão contra esses conservadores, espalhando fofocas e intriga ou pedindo a cabeça deles aos donos. Essa tentativa de colar no Caio Coppolla a pecha de "arrogante" e "despreparado" é um claro exemplo.

Que pressão ridícula! A esquerda, acostumada a “debater” só dentro da bolha, não suporta a perda da hegemonia. A patota está pedindo a cabeça de todo conservador, gerando intriga. Só tem um problema: nós, direitistas, damos audiência, turma! Basta ver o canal no YouTube do Lacombe, que bateu 350 mil inscritos em apenas dois dias! Por que será né?!

Há uma demanda reprimida por análises mais isentas e fora da caixinha "progressista", que dominou a imprensa por décadas. Tenho minhas várias diferenças com Filipe G. Martins, mas ele está certíssimo nesse comentário:

Vai bem ao encontro do meu próprio comentário acima, feito quando o tal de Augusto saiu do "grande debate" da CNN todo mimizento e ainda por cima de forma arrogante, sendo que era engolido e massacrado diariamente pelo Caio.

O mundo mudou, meus caros! O show que vocês faziam entre si foi desmascarado. Um debate entre um "intelectual" petista e outro tucano não é um verdadeiro debate, mas uma encenação reduzida ao esquerdismo. Quando qualquer um dos dois precisa enfrentar um conservador, o resultado costuma ser constrangedor para o esquerdista. Daí o esforço descomunal para degolar comentaristas de direita da mídia e persegui-los nas redes sociais.

30 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]