Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Terroristas do MST e da Vila Campesina atacaram a sede da Aprosoja, depredando tudo e levando ao pânico o funcionário presente. Não é de hoje que os braços rurais do PT espalham caos e medo pelo país, destruindo a ciência que garante a produtividade do nosso agronegócio.

Por conta de nossas vantagens comparativas, como solo e clima, além da evolução tecnológica, o Brasil conseguiu se tornar o gigante do mundo na produção agropecuária, exportando bilhões de dólares em produtos que alimentam cerca de um bilhão de bocas no planeta, enquanto trazem divisas e geram empregos pelo país.

Mas a esquerda radical, obsoleta e reacionária, ainda imbuída de uma visão marxista tosca, insiste em demonizar tudo isso. Cospe na locomotiva do nosso progresso, deixando claro para todos como amam o atraso e a miséria. Nesse novo ataque, chegaram a pichar a frase "agro é morte". Veganos? Nada disso. Basta ver como o MST trata os animais nas fazendas que "ocupa", ou seja, invade de forma criminosa.

Agronegócio, evangélicos, armamentistas, a bancada BBB enfim: eis a nova força que se dá conta de que a esquerda é um vírus maligno que precisa ser extirpado da política numa democracia séria e avançada. Não há espaço para marxistas comunistas numa democracia, como não há para nazistas e fascistas. Com o crescimento desses setores temos a chance de finalmente endireitar o Brasil.

A esquerda radical sobrevive como um ranço do passado, com recursos públicos e remessas de bilionários que sustentam ONGs de vagabundos. Mas o povo mesmo já acordou faz tempo para o mal que grupos criminosos como o MST produzem. O Brasil que trabalha tem orgulho de seu agronegócio pujante, moderno. Ninguém deseja transformar nosso campo em favelas rurais bancadas pelo estado para sustentar parasitas oportunistas.

Fora, MST! Fora, PT! E não podemos esquecer dos braços petistas ainda espalhados pelo establishment. O jornalista Alexandre Garcia, aliás, tocou na ferida ao expor o duplo padrão do STF: "O ministro Alexandre de Moraes escreveu agora, na decisão que o mandou de volta para cadeia, que a prisão é imprescindível e necessária para 'garantir a ordem pública'. Aí eu fico pensando: será que foi [Roberto] Jefferson que chefiou esse ataque à Aprosoja ontem de manhã?"

Para nossa "justiça", os criminosos da esquerda podem tudo, enquanto se cria crime de opinião para prender gente de direita. Mas esse arbítrio de poder será eventualmente enfrentado, quero crer, por uma população que despertou e que exige respeito ao império das leis, lembrando que todos são iguais perante a Justiça. À medida que nosso agronegócio substitui a indústria como ramo mais destacado da economia, isso vai ter de se refletir em poder político também. E aí será o fim da extrema esquerda. Amém!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]