i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rodrigo Constantino

Foto de perfil de Rodrigo Constantino
Ver perfil

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Entenda o que está por trás das guerras de narrativas na política americana

  • PorRodrigo Constantino
  • 01/02/2018 13:47
Entenda o que está por trás das guerras de narrativas na política americana
| Foto:

O FBI perseguiu Trump e aliviou Hillary? Os russos conspiraram para a vitória de Trump? A elite do Partido Democrata se transformou numa quadrilha golpista, como as esquerdas latino-americanas? Há algo como um “deep state”, uma burocracia poderosa por trás das aparências que controla o poder de fato? Qual o papel da imprensa nessa guerra de narrativas?

Essas e outras questões são abordadas por Leandro Ruschel nessa “live” que fez no Facebook, que recomendo a todos que tiverem interesse em compreender melhor o que ocorre nos bastidores da política americana. Ruschel foca nos fatos, evita acusações levianas, não endossa teorias conspiratórias, mas tampouco foge da raia na hora de apontar para indícios muito estranhos, principalmente envolvendo os democratas, que estão cada vez mais radicais. Vejam:

Rodrigo Constantino

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.