Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Fachin nega candidatura de Lula no STF: quanto já custou defesa do petista?

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu negar um pedido formulado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para afastar impedimento à candidatura do petista ao Palácio do Planalto.

Na semana passada, em julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o mesmo Fachin havia dado o único favorável ao ex-presidente em votação que terminou em 6 a 1 contra a candidatura.

Com base no comunicado do Comitê de Direitos Humanos da ONU, a defesa de Lula pretendia afastar os efeitos da condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá (SP), no qual o ex-presidente foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em razão dessa condenação em segunda instância, o petista foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

De acordo com os advogados Cristiano Zanin e Valeska Zanin, não cabe aos órgãos judiciários brasileiros “sindicar” as decisões proferidas pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU, mas, sim, dar cumprimento às obrigações internacionais assumidas pelo Brasil.

Os malabarismos da enorme e milionária equipe de defesa de Lula parecem infindáveis. São mecanismos judiciais simplesmente inacessíveis para a imensa maioria da população. Somente alguém muito rico poderia arcar com esse time de advogados influentes, o que suscita a pergunta feita pelo jornalista Guilherme Fiuza:

De onde vem a fabulosa fortuna queimada com a multidão de advogados milionários na defesa do indefensável Lula da Silva & meliantes associados? (fora a fábula enterrada em mensalinhos e demais delinquências propagandísticas) Esta é a pergunta de um milhão de pixulecos.

Aquele que declarou patrimônio de quase dez milhões de reais ao TSE, sendo que teve quase vinte milhões congelados pela Lava Jato, já estaria entre os 0,1% dos mais ricos do país apenas com o que tem “oficialmente”. E já seria complicado explicar essa fortuna, claro. Palestras? Sei…

Ainda assim, é impossível explicar o gasto milionário com esses advogados. Quem paga essa conta? De onde vem essa grana toda? São perguntas retóricas, naturalmente. Sabemos a resposta. E sabemos também que tem  um monte de gente querendo colocar a quadrilha do presidiário novamente no poder, para que a pilhagem continue.

Segundo a revista Crusoé, a campanha de Lula já queimou quase 20 milhões de reais. “O criminoso condenado pela Lava Jato limpou o cofre do PT”, afirma O Antagonista. Isso é a verba estatal a que os partidos têm direito, do fundo partidário de quase R$ 3 bilhões. Lula, o capo, comanda sua quadrilha de dentro da prisão e usa os recursos – legais e ilegais – para seu projeto pessoal.

Quem ainda consegue defender um sujeito desses? Novamente, pergunta retórica. Sabemos a resposta: somente alguém desprovido de qualquer caráter.

Rodrigo Constantino

8 recomendações para você

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos