Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Janaina Paschoal teme volta do PT por falta de inteligência e união de bolsonaristas

Fonte: Estadão

A deputada estadual Janaina Paschoal, que fez apelo contra a manifestação governista recentemente, desesperada com o que entende ser falta de lógica e prioridade de muitos ali, voltou a criticar o bolsonarismo, lembrando que quem efetivamente lutou pelo impeachment de Dilma está sendo massacrado por essa turma só por discordar de suas táticas pouco inteligentes. Numa série de 15 tweets, ela explicou seus motivos:

1) Bom dia, Amados! Tantas foram as confusões nos últimos dias, que não saberei precisar onde li. Mas li que houve uma reunião de pessoas de vários partidos, preocupadas com os rumos do país. Em um determinado momento, um dos presentes levantou…

2) E começou a entoar o mantra petista (do golpe, da prisão política de Lula, etc). Imediatamente, um outro participante da tal reunião se levantou e disse que se continuasse nessa linha, ele iria se retirar. Antes que os ânimos se acirrassem, um Deputado Estadual do PT propôs..

3) “Vamos deixar de lado os temas que nos dividem, não vamos nem discutir, por exemplo, Reforma da Previdência, vamos tratar apenas dos temas que temos em comum”. Esse Deputado é um dos nomes históricos do Partido dos Trabalhadores. Pergunto: Ele é inteligente, ou ele é burro?

4) Acredito que a resposta seja óbvia. Ele é inteligente e perspicaz. Ele percebeu que se não tomasse as rédeas da situação, a reunião se perderia. Ele captou o que unia (une) todas aquelas pessoas e conseguiu restituir a parceria.

5) Imagino que já tenha uma horda bradando “traidora, está elogiando petista!”, “comunista”. Não, eu não estou elogiando petista, eu estou tentando mostrar o que é ser inteligente. Eu estou tentando mostrar por qual razão eles ficaram tantos anos no poder e…

6)… ao que tudo indica, vão voltar. Eu estou tentando dizer que quando muitos dos articulistas que são perseguidos, MBL, Vem Pra Rua, Hélio Bicudo, EU, General Mourão… estávamos colocando nossas carreiras (e vidas) em risco, a maior parte dos bolsonaristas…

7)… estava fazendo sinal de arminha, arrumando confusão e tirando “selfie”. Não estou falando isso para humilhar ninguém, pois não é do meu feitio. Estou falando isso por ser justa. Estou recebendo vídeos de pessoas absolutamente desconhecidas detonando o Kim.

8) Estou recebendo mensagens insanas dando ordens para pegar os outros na rua. Palhaçada, não tem outro nome para isso. Enquanto o Deputado Estadual do PT, inteligentemente, está reunindo a turma do lado de lá, para retomar o poder; eu estou falando para as paredes. Entendem?

9) Ninguém vai conseguir aprovar reforma chamando todo mundo de ladrão, de traidor, de comunista, de vendido e coisa pior. Ninguém vai conseguir aliados, colocando um alvo na testa de quem trabalhou duro para que esse pessoal chegasse ao poder.

10) Chamar Janaina Paschoal, Kim, Arthur e GENERAL MOURÃO de comunistas não é só injustiça, é IGNORÂNCIA. Quando os bolsonaristas estavam no bem bom, eu desafiava o petismo na USP e General Mourão enfrentava a subserviência das instituições aos crimes do petismo.

11) Se os bolsonaristas lessem, se estudassem, se se preocupassem em entender como os outros (inclusive os oposicionistas) pensam, eu não precisaria estar escrevendo o óbvio.

12) Se eu ainda estou gastando o meu português com vocês, é porque acredito que há chances de recuperar o tempo perdido. Acordem enquanto é tempo. As pessoas atacadas foram as que realmente trabalharam pela mudança do país. Não adianta querer apagar os fatos.

13) Nós vamos reconstruir o país. Será mais fácil se vocês estiverem conosco. O convite está feito. Parem de atacar os verdadeiros responsáveis pela mudança de paradigmas!

14) Nós elegemos um Presidente, pelas regras do Estado Democrático de Direito e queremos que esse Presidente governe (com sucesso) pelas mesmas regras. Trabalhamos e estamos trabalhando muito por isso. Temos o direito de exigir o que nos foi prometido.

15) Dica do dia: Leiam o Imbecil Coletivo de Olavo de Carvalho. O livro já tem alguns anos, mas é super atual.

São pontos válidos. Mas como que para dar razão definitiva a ela, Leandro Ruschel, um típico olavete, distorceu a essência da fala da deputada, para pinta-la como defensora do petismo: “A questionou a sanidade mental do presidente, mas creio que é a dela que não anda muito bem. Faz um texto elogiando um deputado petista que queria ‘discutir a previdência’. Porra, ela não sabe que o PT fechou questão contra a reforma? Assim não dá”.

Porra, assim não dá mesmo! O sujeito não entendeu que ela estava apenas elogiando a tática inteligente de não brigar com os companheiros, e não o conteúdo da discussão? A própria deputada deixou bem claro o que ela estava elogiando: “Ele percebeu que se não tomasse as rédeas da situação, a reunião se perderia. Ele captou o que unia (une) todas aquelas pessoas e conseguiu restituir a parceria”.

Ela não fez juízo de valor sobre a postura petista em si. E como se precisasse explicar para crianças, talvez antevendo a reação de alguns, Janaina ainda acrescentou: “Não, eu não estou elogiando petista, eu estou tentando mostrar o que é ser inteligente. Eu estou tentando mostrar por qual razão eles ficaram tantos anos no poder”.

Mas olavetes não querem entender nada disso. Em seu tribalismo, dividem o mundo em aliados e inimigos, sem qualquer região cinza ou espaço para discordâncias. São todos uns traidores! São todos uns tucanos enrustidos, ou petistas mesmo! Só Ruschel e seus camaradas representam a “verdadeira direita” e desejam o melhor para o Brasil. O restante só pode ser vendido ou idiota.

Não importa que esses “vendidos” e “idiotas” estivessem lutando duro, e com pragmatismo, para o impeachment de Dilma, enquanto Olavo de Carvalho, guru dessa turma, jogava duchas de água fria nos que batalhavam por essa finalidade. É dureza…

Rodrigo Constantino

8 recomendações para você

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos