Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Liberais jamais serão intimidados por quem adota postura tribal

0

O legado do liberalismo clássico é um de luta contra tiranias, censuras, totalitarismos. Os liberais “raiz” nunca vão se intimidar com pressão de manada, com postura intransigente de quem xinga para tentar calar sua voz. Não se pode confundi-los com os “liberais Nutella”. É fundamental que a turma que age assim entenda logo de uma vez: essa postura intimidatória só afasta mais os liberais, e os torna ainda mais fortes na resistência.

Não por acaso o grupo de “desafetos” do bolsonarismo vem aumentando. Espíritos livres não toleram o modus operandi desse pessoal que vem em bando exigir silêncio ou aquiescência. Como alguém que elogia acertos mas também critica erros, conheço bem o estilo da turma. Uma chuva de ataques pessoais, gente lembrando da “humilhação” imposta por Ciro Gomes, vários tentando me mandar calar a boca. E as críticas continuam…

O humorista Danillo Gentili experimentou a mesma coisa e reagiu com revolta. Não nasceu para pertencer a tribos fanáticas. O filósofo Luiz Felipe Pondé é outro que demonstra independência em suas análises e foi alvo dos ataques da turba ensandecida, mas isso só o instigou a preservar na independência. E assim tem sido com vários outros.

Hoje foi a vez de Raphael Lima, do canal libertário Ideias Radicais, fazer uma análise desse método contraproducente dos bolsonaristas após ser o novo alvo do grupo. Ele escreveu uma série de tweets após ver a reação ao seu vídeo contra as manifestações de domingo:

Reação ao meu vídeo de ontem só prova que o movimento bolsonarista é destrutivo, e não construtivo. Mais de 2/3 das respostas foram puramente ataques, sem argumento algum. Teve quem tentou discordar decentemente, mas muito minoria.

Esse é o problema do movimento bolsonarista e do método bolsonarista. Não sabe agregar porque não se construiu ao redor de agregar, convencer e argumentar. Quando isso falha em convencer, rapidamente desiste e vai pra ataques.

A reação de quem está de fora é lógica: Se não concordar resulta nisso, o que eles farão mais para frente? Se é isso que fazem quando não levam o que querem, por que dar força a esse movimento?

Um dos princípios básicos ao tentar convencer alguém é, de maneira geral, ser uma pessoa que mesmo quem discorda de você gostaria de te ter como vizinho, colega ou até amigo. Bolsonarismo falha 100% nisso depois estranha.

“Ah mas a esquerda é assim também” Sim. E esse é o problema.

Exato! É impressionante o fato de esses bolsonaristas que invadem páginas e perfis só para xingar ou intimidar não percebam que isso só fortalece o sentimento de reação a tal fanatismo totalitário, que exige comportamento de gado do público.

Raphael possui como frase fixa em destaque no seu Twitter: “Lembre-se sempre que: Você já foi a favor de um monte de coisa idiota e argumentou umas coisas que hoje acharia o maior absurdo imaginável. E não foi gente te xingando que te fez entender o certo. Trate os outros como gostaria de ser tratado”. É esse o recado.

Liberais, libertários e conservadores vão continuar criticando quando acharem que o governo merece críticas, pois são independentes e possuem espírito livre, não tribal. É mais do que inútil tentar calar na marra esses indivíduos; é um tiro pela culatra, pois gera vontade de reagir e criticar ainda mais, por receio do “pensamento único”.

Liberais sobreviveram e venceram batalhas que pareciam perdidas contra regimes tirânicos. Vocês acham mesmo que vamos nos intimidar com uns desocupados desbocados que ficam nos atacando em redes sociais? Menos…

Rodrigo Constantino

8 recomendações para você

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Loading Facebook Comments ...

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Saiba Mais

Arquivos