Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Respeitável público! Nosso circo infelizmente se despede. Espero que tenham gostado do espetáculo. Houve muito malabarismo, muita palhaçada, acrobacia, muitos animais exóticos.

Tivemos vagabundo apontando o dedo na cara de trabalhadores honrados para desqualifica-los, e como foi engraçado isso! Tivemos corruptos fingindo ser os bastiões da ética, e sabemos que arrancamos gargalhadas de todos vocês com o show.

Quando impostores foram tratados como a voz da ciência e médicos sérios como impostores, notamos como os rostos da plateia se encheram de sorrisos. Era essa mesmo a intenção! E teve até palhaço mais sério que culpou o presidente pela morte de ator octogenário e totalmente vacinado, num momento de humor macabro que também faz parte de um bom circo soviético.

Bajuladores de ditadores socialistas simularam apreço pela democracia e pela liberdade, e sabemos o quanto esse truque foi divertido para os mais atentos. Nossa assessoria de imprensa, disfarçada de jornalismo, colaborou bastante para o sucesso do espetáculo, e não podemos deixar de mencionar esses nossos queridos companheiros.

Agora o circo soviético prepara sua ida, guarda a lona, coloca os animais estranhos de volta na jaula. Deixa um relatório cômico como prova da importância do humor, sabendo que os responsáveis vão forrar o canil dos cães com essa papelada inútil. O foco já foi atingido: levar diversão ao público, e servir de palanque para os nossos palhaços com pretensões políticas.

Estimado público! Obrigado pela audiência! Não posso me despedir sem mencionar uma última troça: sei que falamos na abertura que a entrada era gratuita, mas era outra brincadeira. O circo custa muito dinheiro. E foi você quem pagou por ele! Espero que tenha gostado, portanto. E até a próxima!!!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]