i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Maranhão

57 suspeitos de crimes são presos em festa

  • PorFolhapress
  • 16/03/2014 21:05

Uma festa realizada numa chácara na periferia de São Luís, no Maranhão, foi interrompida pela polícia e terminou com 57 pessoas detidas, suspeitas de integrarem uma facção criminosa.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, na ação, registrada na última sexta-feira, foram apreendidas cinco armas, munições e celulares. Os suspeitos foram encaminhados ao complexo penitenciário de Pedrinhas. Além dos 57 detidos, havia na chácara 11 adolescentes, que foram liberados após serem ouvidos pela polícia.

A facção criminosa, de acordo com a secretaria, é responsável por planejar rebeliões em presídios do estado e atuou nos ataques a ônibus que aconteceram no início deste ano na cidade.

Histórico

O Maranhão vive uma crise de segurança, com ataques a ônibus, a delegacias e mortes de presos em Pedrinhas. Desde 2013, o complexo penitenciário já soma mais de 64 mortes. A crise no sistema prisional foi denunciada à Organização dos Estados Americanos (OEA).

Desde outubro de 2013, tropas da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) estão no Maranhão para ações de apoio ao sistema prisional. No começo deste mês, o governo federal prorrogou a ação por mais 90 dias.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.