Segundo o ministro da Defesa, Celso Amorim, a atuação das Forças Armadas no Complexo da Maré, no Rio, vai até julho e estará ligada ao esquema de segurança da Copa do Mundo.

"Esperamos que, até lá, a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) tenha condições de estar instalada. Queria sublinhar que isso está ocorrendo concomitantemente com a preparação para a Copa", disse.

A ocupação ocorreu na manhã deste sábado (05/4). O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), recentemente empossado com a renúncia de Sérgio Cabral, anunciou um projeto educacional para a Maré, descrito como "uma cidade da educação", com escolas profissionalizantes, do ensino médio e um centro de orientação vocacional. Segundo Pezão, o projeto já têm terrenos e as obras estão para começar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]