Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A Polícia Militar isolou a delegacia até que o Esquadrão Antibombas chegasse | Roberto Custódio/Jornal de Londrina
A Polícia Militar isolou a delegacia até que o Esquadrão Antibombas chegasse| Foto: Roberto Custódio/Jornal de Londrina
  • O pacote, com formato de capacete, foi jogado por cima do muro da delegacia

Depois de analisar o pacote que foi jogado por uma mulher no pátio da Delegacia de Cambé, no Norte do Paraná, o Esquadrão Antibombas de Curitiba descartou a possibilidade de bomba, na manhã desta quinta-feira (22). No interior do pacote havia um aparelho de DVD automotivo, que havia sido retirado de um veículo que estava apreendido na unidade policial.

A equipe da capital chegou a Cambé pouco antes das 10 horas e utilizou equipamentos antibombas para avaliar o objeto e ter certeza de que não oferecia risco algum. O pacote foi jogado no pátio da Delegacia na noite de quarta-feira (21). De acordo com o delegado da Polícia Civil Jorge Barbosa, as imagens das câmeras de segurança mostram uma mulher arremessando o DVD automotivo por cima do muro do local.

De acordo com Barbosa, na quarta-feira (21), o carro de onde o aparelho foi subtraído é o mesmo onde Wagner Miguel dos Santos foi morto. Quando o veículo foi entregue à família dele na quarta-feira (21), os parentes notaram que o aparelho havia sido trocado. "Trocaram um modelo moderno por outro mais simples", contou o delegado.

No mesmo dia, um inquérito foi aberto para investigar a troca. "Pode ser alguém de dentro [da Delegacia] e pode ser de fora porque terça-feira foi dia de visita", disse o delegado. "Se for funcionário, vai pagar por isso". Barbosa disse já ter um suspeito.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]