i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
novidade

Agência dos EUA aprova pílula para aumentar desejo sexual das mulheres

Medicamento, apelidado de ‘viagra feminino’, foi aprovado nesta terça-feira (18), mas com uma advertência sobre efeitos colaterais

    • WASHINGTON
    • Reuters
    • 18/08/2015 21:08

    Um medicamento controverso para tratar o baixo desejo sexual em mulheres foi aprovado nesta terça-feira (18) pela agência responsável por regulamentar alimentos e remédios nos Estados Unidos, mas com uma advertência sobre os efeitos colaterais potencialmente perigosos.

    A agência FDA rejeitou duas vezes a droga “flibanserin”, produzida pela companhia privada Sprout Pharmaceuticals. A decisão atual foi tomada depois que um painel consultivo concluiu em junho que o medicamento deveria ser aprovado junto a medidas rigorosas para garantir que os pacientes estejam plenamente conscientes dos riscos.

    O medicamento será vendido sob o nome comercial Addyi. Ele foi apelidado de “viagra feminino” em reportagens na mídia, mesmo que não funcione como a pílula masculina Viagra, da Pfizer, que em 1998 se tornou a primeira droga aprovada para a disfunção erétil.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.