i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
chuvas no Paraná

Ajuda às vítimas das chuvas no Paraná começa a chegar a partir de segunda

Kits com utensílios de cozinha, lençóis, cobertores e toalhas, além de colchões, serão distribuídos aos moradores dos municípios afetados. Ao todo, mais de 13 mil pessoas estão desalojadas no estado

  • PorEloá Cruz, especial para a Gazeta do Povo
  • 28/06/2013 18:28

Desalojados passam de 13 mil

O número de pessoas desalojadas pelas chuvas dos últimos dias no estado chegou a 13.065, de acordo com boletim divulgado pela Defesa Civil do Paraná por volta das 19 horas desta sexta-feira (28). Segundo informações do boletim, 102 mil pessoas, em 86 municípios, foram afetadas de alguma forma pelas chuvas no estado, sendo que 1.177 delas estão desabrigadas.

Cidades onde foi decretado estado de emergência

Barbosa Ferraz; Bituruna; Brasilândia do Sul; Campo Largo; Carambeí; Curitiba; Dois Vizinhos; Doutor Camargo; Foz do Iguaçu; Francisco Alves; Floresta; Godoy Moreira; Guaraniaçu; Guarapuava; Grandes Rios; Ipiranga; Iporã; Imbituva; Indianópolis; Irati; Ivatuba; Itapejara do Oeste; Japurá; Jataizinho; Laranjeiras do Sul; Monoel Ribas; Mirador; Nova Laranjeiras; Ortigueira; Paraíso do Norte; Piraí do Sul; Pitanga; Piraquara; Ponta Grossa; Porto Amazonas; Pranchita; Prudentópolis; Querência do Norte; Realeza; Rebouças; Reserva; Rio Azul; Rio Bonito do Iguaçu; Rio Branco do Ivaí; Rio Negro; São João; São José dos Pinhais; São Jorge do Oeste; São Jorge do Patrocínio; São Jorge do Ivaí; São João do Ivaí; Santa Tereza do Oeste; Sulina; Saudade do Iguaçu; Tibagi; Teixeira Soares; Telêmaco Borba; Umuarama e Xambrê.

Fonte: levantamento oficial da Defesa Civil do Paraná

Para agilizar o processo de ajuda às regiões afetadas pelas chuvas no Paraná, representantes do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e da Defesa Civil do estado se reuniram nesta sexta-feira (28) em Curitiba. Ao todo, 59 municípios estão em situação de emergência no Paraná.

Entre as medidas emergenciais está a distribuição, a partir desta segunda-feira (1°), de 1,86 mil kits com utensílios de cozinha, lençóis, cobertores e toalhas para os moradores dos municípios atingidos. Também 382 colchões de solteiro e 191 colchões de casal serão enviados as famílias atingidas pelas chuvas. As informações são do tenente-coronel Edmilson Barros, da Defesa Civil do Paraná.

Com a baixa do volume de rios, a Defesa Civil pretende pressionar as prefeituras das cidades atingidas para que cada município faça uma listagem de todos os problemas estruturais ocasionados pelas chuvas. "Para nós é importante esta segunda etapa. A gente vai começar a pedir os levantamentos para que as prefeituras recebam recursos do governo para investir", afirmou Barros.

O chefe do Cenad, Rafael Schadeck, garantiu que os municípios paranaenses em situação de emergência terão apoio do Governo Federal. Schadeck ressaltou também que é preciso um planejamento de ações preventivas. "Assim como o Ministério da Integração Nacional, o Ministério do Desenvolvimento Agrário prevê uma série de investimentos. Já são muitos os programas em andamento até 2014, mas algumas preventivas já podem ser tomadas", explicou o chefe do Cenad. O planejamento para a prevenção de desastres naturais, de acordo com Schadeck, precisa ser realizado pela prefeitura de cada município.

O senador Sérgio Souza (PMDB), que manteve contato com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, para pedir ajuda aos municípios mais atingidos, também acompanhou o andamento da reunião desta sexta-feira (28). O senador afirmou que os estudos dos estragos nas regiões afetadas, que serão feitos pelas prefeituras em parceria com a Defesa Civil do estado, serão encaminhados ao Governo Federal.

Estradas

De acordo com o senador Sérgio Souza, máquinas escavadeiras e niveladoras serão distribuídas pelo governo federal para as cidades de até 50 mil habitantes até o final do ano. "A chuva acaba com as estradas, então a sugestão é antecipar o quanto antes a distribuição destas máquinas", comentou Sérgio Souza.

As chuvas que atingiram o Paraná na última semana seguem causando transtornos para quem precisa usar as rodovias. São três vias federais e outras sete estaduais com restrições nesta sexta-feira (28). Os principais problemas ocorrem na região de rios e nas proximidades de áreas de serra.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.