i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Em São Paulo

Alckmin sancionará nesta semana projeto que proíbe máscaras em protestos

A proposta foi aprovada na Assembleia Legislativa de São Paulo no início de julho, mas foi enviada ao governador apenas em 12 de agosto

  • PorFolhapress
  • 26/08/2014 12:38

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), informou nesta terça-feira (26) que sancionará ainda nesta semana projeto de lei que proíbe o uso de máscaras em manifestações populares.

A proposta foi aprovada na Assembleia Legislativa de São Paulo no início de julho, mas foi enviada ao governador apenas em 12 de agosto. O prazo para sanção ou veto acaba na quarta-feira da próxima semana (3).

"Em um dia ou dois, nós já vamos sancionar. Com a legislação nova, deseja-se preservar as manifestações legítimas. Nos últimos meses, pessoas se infiltraram no movimento para fazer ou vandalismo e depredação", afirmou.

O tucano havia antecipado nesta segunda-feira (25) que sancionaria a medida, em debate promovido pela Folha de S.Paulo, UOL, SBT e Jovem Pan. A proposta, apresentada pelo deputado Campos Machado (PTB), também exige que as polícias Civil e Militar sejam avisadas previamente sobre a realização de protestos.

Atualmente, a Constituição Federal já determina que qualquer protesto deve ser informado às "autoridades competentes", mas não especifica quais. A proibição do uso de objetos que escondam o rosto ou dificultem sua identificação não será aplicada em manifestações culturais, como no carnaval.

O governador informou também que irá regulamentar a iniciativa até o final do ano, dentro do prazo de 90 dias previsto em lei. "Ao ser promulgada, ela será regulamentada em seguida. O prazo de 90 dias é o máximo, mas não há necessidade (de ser feita no limite do prazo)", disse.

A proposta não deixa claro se serão vedadas também as máscaras de gás, usadas pela imprensa como instrumento de proteção em coberturas de manifestações. O tucano disse que a assessoria jurídica do governo paulista irá avaliar a questão.

O governador realizou nesta terça-feira (26) visita ao Centro Lucy Montoro de Campo Limpo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.