Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Prefeitura de Alto Piquiri, no Noroeste do Paraná, decretou estado de emergência por falta de garis neste mês. A decisão se baseia no fato de que os contratos dos 12 funcionários atuais, feitos de forma emergencial, vão vencer na sexta-feira (23) e não existem interessados em assumir o serviço de forma regular.

Dois concursos públicos foram abertos nos últimos anos, mas ninguém se candidatou às vagas, cujos salários são de R$ 680. Por conta disso, a prefeitura decretou estado de emergência para tentar manter os atuais garis pelo menos até o final do ano. Mesmo assim, o número não seria o suficiente - o ideal é 20. "Já está feio tendo as pessoas trabalhando, imagina se não tiver", reclamou a moradora Aparecida Souza à RPC TV.

Os atuais garis ganham R$ 800. Para o prefeito de Alto Piquiri, Elias da Silva (PV), o salário oferecido nos concursos não atrai novas pessoas para o cargo, que ele disse não ser fácil de exercer. "Um salário mínimo não chama a atenção", comentou à Gazeta Maringá.

Em muitos finais de semana, a prefeitura se mobilizou e servidores fizeram mutirões de limpeza para amenizar a situação. "A única solução é terceirizar o serviço, abrindo licitação para contratar uma empresa para fazer limpeza e tudo o que precisa", avaliou. "Se o valor for acima do que podemos pagar, também será difícil, no entanto."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]