i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
morte em aeroporto

Após morte de operário, Ministério Público diz que obra de Viracopos tinha falhas

Procurador aponta que não havia escoras laterais na escavação onde funcionário morreu soterrado. Inclinação da obra também é maior que o normal, segundo MPT

  • PorFolhaPress
  • 22/03/2013 14:02

O Ministério Público do Trabalho (MPT) apontou negligência na obra de ampliação do aeroporto internacional de Viracopos, em Campinas (93 km de São Paulo), onde um trabalhador morreu soterrado na manhã desta sexta-feira (22).

Segundo o procurador do trabalho Alex Duboc Garbelinni, uma escavação de cerca de dez metros de altura, como a com que estava sendo feita pelos operários, precisa de escoras laterais para garantir proteção coletiva dos trabalhadores.

Cleiton Nascimento Santos, 25, era ajudante de obras e trabalhava no canteiro de Viracopos havia três dias. Na manhã desta sexta-feira, ele foi soterrado e morreu ao chegar no hospital Mário Gatti, em Campinas. Outro funcionário também ficou ferido, mas não corre risco de morrer.

"Os trabalhadores estavam fazendo acerto do talude na parte baixa. Pelas normas, deveria ter sido feito um estudo mais adequado para escoramento, até porque tem chovido bastante", disse Garbelinni.

Segundo ele, a inclinação da obra aparenta ser maior do que o comum, mas esse aspecto não foi fundamental para o acidente, e sim a altura da escavação.

As obras seguem interrompidas na tarde de hoje, mas podem ser retomadas amanhã. A área específica do acidente continua interditada enquanto não for feito o escoramento.

Há dois dias, equipes do MPT estiveram na obra do aeroporto e verificaram irregularidades, em outro setor, relacionadas à proteção individual e coletiva de trabalho em altura. Naquele momento, a escavação onde hoje aconteceu o acidente ainda não estava com a altura desta sexta-feira, por isso não apresentava risco.

"Quem tem que velar por esse trabalho é a equipe de segurança da empresa, nos viemos aqui para verificar se o empregador está tomando os cuidados adequados, mas é ele que tem que tomar conta."

O Consórcio Construtor Viracopos deverá responder pelo acidente e, segundo o procurador, pode ser multado, mas isso ainda depende de autuações do Ministério do Trabalho.

Além das vistorias feitas periodicamente no local, o MPT pretende iniciar um pente-fino na obra, para garantir que sejam tomadas medidas que evitem outros acidentes.

Em nota, a Concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, que administra o aeroporto, informou que o Consórcio Construtor de Viracopos prestou "imediato atendimento aos dois operários", contando com o apoio do Corpo de Bombeiros e outros órgãos.

"A Aeroportos Brasil Viracopos se solidariza com os familiares, a quem prestará toda a assistência necessária", diz a nota. A concessionária iniciou processo de apuração do acidente e afirmou que as obras "seguem as normas e padrões de segurança".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.