• 28/10/2020 20:05
Prevenção e combate ao assédio sexual

TCU vai fazer auditoria sobre assédio sexual na administração pública federal

  • 28/10/2020 20:05
  • PorEstão Conteúdo
    TCU fará auditoria sobre assédio sexual
    Fachada do Tribunal de Contas da União| Foto: Divulgação / TCU

    O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou, de forma inédita, a realização de uma auditoria operacional sobre assédio sexual no ambiente de trabalho na administração pública federal. O objetivo é avaliar o desempenho do sistema de prevenção e combate ao assédio sexual. A proposta partiu do ministro Bruno Dantas, que citou dados de uma pesquisa realizada por LinkedIn e Think Eva. O levantamento revelou que 47% das 381 mulheres ouvidas afirmam já ter sofrido assédio sexual no trabalho.

    Aprovada pelo plenário do TCU, a proposta foi alvo de ponderações feitas pelo ministro Benjamin Zymler. Segundo ele, com maior número de funcionários trabalhando de forma remota na administração pública, "a possibilidade atual de assédio sexual reduziu-se muito". Além disso, de acordo com o ministro, não há um canal específico na administração para acolher eventuais denúncias de assédio sexual, que seriam analisadas no âmbito de Processos Administrativos Disciplinares (PADs). A Secretaria-Geral de Controle Externo (Segecex) do TCU vai elaborar um plano de trabalho para definir o escopo e a matriz para a realização da auditoria, quais órgãos serão alvo e como será o método de análise.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

      Fim dos comentários.