Um equipamento que vai ajudar no apoio às mulheres vítimas de violência doméstica e na investigação e condenação de agressores é a Casa da Mulher Brasileira. Programa do governo federal que também está em implantação em outras capitais, a casa terá uma sede em Curitiba.

Mulheres em risco sofrem com a falta de casas-abrigo no Paraná

Estado tem nove instituições especializadas, mas que não dão conta de atender todos os casos de uma mesma região

Leia a matéria completa

O equipamento vai contar com vários órgãos, como Delegacia da Mulher, Defensoria Pública, Ministério Público e Juizado. A obra, porém, está com atraso na capital do estado.

Os trabalhos para a construção, que ficará no bairro Cabral, começaram em novembro de 2014. A construtora inicialmente responsável pela obra, entretanto, não cumpriu os prazos estabelecidos pela prefeitura e pelo governo federal. Isso fez com que os trabalhos fossem reiniciados em agosto deste ano pela construtora segunda colocada no processo licitatório. A expectativa é de que a obra fique pronta apenas em março de 2016.

Paraná tem altos índices de feminicídio

Leia a matéria completa

Com o início das atividades na Casa da Mulher Brasileira, a atual Delegacia da Mulher de Curitiba, que fica no centro da cidade, será desativada e sua sede transferida para a casa, conforme explica a secretária da Mulher da capital, Roseli Isidoro. “Toda a estrutura será transferida para o Cabral e vai ter um espaço maior do que tem hoje”, diz. A nova delegacia deve ter cela para prisões em flagrante, além de entradas específicas para a vítima e para o agressor.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]