Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 |
| Foto:

Dia da Padroeira

Depois de cumprir o tríduo em preparação para a procissão luminosa de Nossa Senhora da Luz, os fiéis se reúnem hoje na Catedral Basílica, em Curitiba, para as celebrações do Dia da Padroeira. O cortejo segue pelas ruas próximas à Catedral. Confira a programação religiosa de hoje.

Catedral:

8h30 - Santa Missa

10h - Santa Missa solene - presidente e pregador: dom Moacyr José Vitti, arcebispo Metropolitano

15h - Terço Meditado

18h - Santa Missa e consagração à Nossa Senhora da Luz. A procissão luminosa começa em seguida, saindo da Catedral, passa pela Rua Nestor de Castro, Rua Dr. Muricy, Rua Cruz Machado, Praça Tiradentes.

A chuva deu uma trégua para o desfile de Sete de Setembro, que reuniu ontem pela manhã cerca de 25 mil pessoas no Centro Cívico, em Curitiba. Muita gente chegou cedo para conseguir um lugar privilegiado na arquibancada que ficava em frente do palanque das autoridades. Pela primeira vez, Ana Talita Borlicoski levou a filha ao evento. "Nós, que somos brasileiros, precisamos participar. Prestigiar o desfile é um respeito à pátria", diz.

Desfilaram pela Avenida Cân­dido de Abreu aproximadamente 10 mil pessoas, entre alunos de 20 es­­colas estaduais, integrantes de entidades beneficentes e tropas do Exército, da Marinha, do Cor­po de Bombeiros, da Aero­náu­­ti­ca, da Guar­­da Municipal e da Po­­lícia Civil.

A patriota Maria Neusa Rosa, 58 anos, disse que enquanto tiver saúde vai se vestir de verde e amarelo e acompanhar os desfiles. "Adoro ver os tanques, os cães que ajudam a polícia e o Exército marchando. É o momento de saudarmos nossa pátria. Ainda quero ter a oportunidade de ir a Brasília para ver como é lá", afirma. Maria Neusa levou a Bandeira do Brasil e cumprimentou todos que passaram pela avenida.

Por volta das 7 horas da manhã já havia gente seguindo para o Cen­­tro Cívico para ver as come­mo­rações do Sete de Setembro. De acordo com o capitão Gilberto Silva, do 12.º Batalhão, se chovesse o público seria muito menor. "A expectativa, com chuva, era de que viessem 10 mil pessoas. Mas o pú­­blico está aí, porque o tempo ajudou. A maioria da população é aquela que nunca perde o evento", diz.

O desfile começou com as es­­colas estaduais, que homenagearam diversas pessoas importantes, entre elas ex-governadores do estado, o imperador dom Pe­­dro I e ar­­tistas como Poty Lazaro­to e Guido Viaro. Em seguida, o desfile militar chamou atenção do público com os cães adestrados e o uniforme impecável dos soldados, bombeiros, policiais. Os ex-combatentes da Segunda Guerra Mundial também passaram pela Cândido de Abreu, as­­sim como a Associação do Bata­­lhão Suez (os boinas-azuis).

A passagem dos veículos blindados foi a mais esperada pelo público. Desfilaram caminhões-tanques antigos e os que são usados hoje em dia. Por último, o público pôde conhecer a formação das polícias Civil e Militar do Para­ná, da Guarda Municipal e das viaturas que compõem o efetivo. O even­­to terminou por volta das 12h30 com a extinção do Fogo Sim­­bólico da Pátria. O desfile en­­cerra as atividades da Se­­mana da Pátria e as comemorações dos 187 anos da Indepen­dên­­cia do Brasil.

O governador Roberto Re­­quião e a primeira-dama Maris­tela estiveram presentes no local. Entre os convidados estavam autoridades como o secretário de Segurança Pú­­blica, Luiz Fernan­do Delazari, e o vice-governador Orlando Pessuti.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]