Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Chuva já havia atingido cidades do Sul do Paraná | Henry Milléo/Gazeta do Povo
Chuva já havia atingido cidades do Sul do Paraná| Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo

Confira também os telefones de emergência:

Defesa Civil de Curitiba: 199

Prefeitura de Curitiba: 156

Corpo de Bombeiros: 193

Copel: 0800 51 00116

Campo Largo suspende aulas em escolas por causa da chuva

A Secretaria Municipal de Educação de Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba, e a Secretaria de Educação do Paraná (Seed) decidiram suspender as aulas durante três dias em 14 instituições públicas de ensino em virtude dos estragos causados pelas chuvas de sexta-feira (17). Outras duas escolas terão suspensão somente em um dia, nesta segunda-feira (20).

Leia a matéria completa.

Campo Largo: Como ajudar

A central da prefeitura de Campo Largo para recebimento de alimentos, água mineral, roupas, colchões, telhas e lonas, é no Centro da Juventude Bom Jesus (Av. Ademar de Barros, esquina com a XV de Novembro, próximo ao Corpo de Bombeiros). Dúvidas pelo fone: (41) 3292-3487 ou (41) 3393-2203.

Um evento no Facebook está convocando moradores a levar doações de roupas, cobertores, alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal, lona e água para a Praça Getúlio Vargas, no centro da cidade. Quem quiser fazer doações, também pode ligar para o Corpo de Bombeiros ou Defesa Civil: 3210-2707 ou 3292-3144. Segundo a prefeitura de Curitiba, duas mil pessoas já haviam sido beneficiadas com as ajudas até a manhã desta segunda-feira (20)

A Empresa Elemec também está se mobilizando em parceria com a Provopar de Campo Largo. As pessoas podem levar doações para a empresa durante 24 horas por dia. Além disso, também está sendo feito um cadastro de famílias que necessitam de suprimentos. A pessoa pode levar as doações para a própria empresa (BR-277, nº 4157, Bairro Bom Jesus), na empresa Tintas Centenário (Rua Centenário, 2396) e na própria Provopar (Rua Desembargador Clotário Portugal, 842)

  • Temporais podem vir acompanhados de ventos fortes e granizo
  • Curitiba e demais cidades da RMC devem ser atingidas pelos temporais
  • Alerta de chuvas vale em especial para Campo Largo, que sofreu com temporais na sexta-feira
  • Chuva forte pode causar novos estragos na Grande Curitiba

Após atingir o Sul do Paraná no final da manhã deste domingo (19), volta a chover forte na Região Metropolitana de Curitiba. Os ventos e a nebulosidade voltaram aos municípios por volta das 14h15. O Instituto Tecnológico Simepar alerta para fortes rajadas de vento, que podem variar de 60 a 70 km/h. A situação pode se repetir em Campo Largo, município mais afetado pelo temporal de sexta-feira (17).

Veja fotos da chuva na RMC neste domingo (19)

De acordo com o meteorologista do Simepar Tarcízio Valentin da Costa, toda a cidade de Curitiba e os demais municípios da região metropolitana poderão ter temporais com essa área de instabilidade que se formou e avançou sobre o Leste do estado. "São chuvas fortes, típicas de verão. São Parecidas com a de sexta-feira. A diferença é que desta vez vem com ventos", explica.

A nebulosidade, no início da tarde, já havia se formado em outros municípios, como Palmas, que registrou temporal, acompanhado de granizo e de ventos de 66 km/h. Em Londrina, no Norte do Paraná, as rajadas chegaram a 65 km/h. Assim como em Palmas, segundo o meteorologista, pode haver queda de granizo na Grande Curitiba mais uma vez, o que coloca o município de Campo Largo em alerta.

Campo Largo

Voltou a chover no município com ventania, segundo a Defesa Civil local. Funcionários da força de segurança estão na tarde deste domingo no Centro da Junventude, onde recebem uma grande quantidade de doações de lona e colchões, da Provopar e da Defesa Civil Estadual.

Também há voluntários da população de Campo Largo ajudando a separar e distribuir as doações, segundo o coordenador da Defesa Civil do município Alexandre Custódio Telesse. "A maioria das casas já está coberta com lona, há apenas o temor de que o vento possa vir a arrancar essas lonas e zerar o trabalho", diz ele.

Ainda neste domingo, o prefeito da Cidade, Affonso Portugal Guimarães, vai assinar o decreto de situação de emergência no município.

Causas

Uma frente fria que se aproxima do Paraná, associada ao forte calor, provoca os temporais que atingem o Paraná neste domingo. Segundo o Simepar, a formação da frente fria, que concentra nebulosidade nas cidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, aliada a ao forte aquecimento atmosférico no Paraná, facilita a formação de núcleos de chuva forte no estado.

Chuva volta a atingir RMC

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]