i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Clima

Chuvas afetam 1,5 mil no Paraná

  • PorAngieli Maros e Diego Antonelli
  • 13/01/2014 21:05

Alerta

De acordo com o tenente João Cláudio Schena, da Defesa Civil, os entulhos em córregos e riachos são uns dos causadores de alagamentos. "Em algum trecho do córrego aquele entulho fará com que a água acumule e provoque inundações. As pessoas têm que se conscientizar para não jogar entulho", ressalta.

As fortes chuvas registradas entre a noite de sexta-feira e domingo afetaram um total de 1.572 pessoas no Paraná, deixando 441 residências danificadas. O município Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, foi o que mais teve pessoas afetadas pela tempestade, com 520. Em Curitiba, 126 pessoas foram atingidas pelas chuvas – duas ficaram desabrigadas. Os dados são da Defesa Civil.

De acordo com o Instituto Tecnológico Simepar, entre as 21 horas de domingo e 1 hora da manhã de ontem, choveu 85 milímetros na capital, o equivalente a metade da precipitação média de janeiro.

Em Curitiba, as regiões mais atingidas foram o Bairro Novo, Cajuru, e Boa Vista. Com o acúmulo de água nos rios Atuba, Canal Belém e Ribeirão dos Padilhas, houve retorno de água pelo banheiro de algumas residências. A Defesa Civil da capital foi acionada por causa de alagamentos internos. No entanto, segundo o órgão, a situação foi normalizada algumas horas depois.

No Alto da XV, a Defesa Civil precisou interditar uma construção ao lado da residência de um casal de idosos. Por causa de problemas nas obras, houve forte infiltração na casa.

Em Castro, as chuvas de sexta-feira deixaram 150 residências danificadas, com um total de 450 pessoas afetadas. Em Guarapuava, 420 pessoas foram afetadas e oito pessoas permanecem desalojadas. Os alagamentos atingiram 105 casas na cidade.

Na tarde de ontem, as cidades de Foz do Iguaçu, Cascavel e arredores, no Oeste do estado, sofreram com chuvas intensas. Ainda não há uma estimativa de quantas pessoas foram afetadas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.