i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Meteorologia

Ciclone sobre o Oceano cria ondas gigantes

  • PorFolhapress
  • 08/04/2010 21:04

Rio de Janeiro - O vento provocado por um ciclone extratropical no oceano aumentou ontem a frequência e o tamanho das ondas em toda a orla do estado do Rio. O Serviço Me­­teorológico Marinho emitiu um aviso de ressaca com previsão de ondas com altura entre 2,5 metros e 4 metros até amanhã. Na baía de Guanabara, eram esperadas ondas de até 1,5 metro na noite de ontem.

No centro do Rio, o mar invadiu a Rua Sylvio de Noronha, onde fica a Escola Naval. A rua é vizinha ao aeroporto Santos Dumont, mas a pista não foi afetada e o aeroporto funcionou normalmente.

A Barcas S.A, empresa que opera quatro linhas na baía, suspendeu às 7 horas da manhã o trajeto Charitas-Praça 15, que liga a região de Niterói ao centro do Rio. Até o início da noite de on­­tem, as condições do mar ainda não tinham permitido a retomada das operações.

Para Paulo Rosman, professor de engenharia oceânica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a ressaca tem sido maior do que o normal. Mas ela, isoladamente, não deve atrapalhar o escoamento das águas na cidade. No Norte fluminense, a estação de Campos registrou ondas de 2,5 metros.

De acordo com a Marinha, ainda há risco de ressaca no litoral do Paraná e de Santa Catarina. Nesses estados, o mar deve continuar agitado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.