Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Cirurgião paranaense recebe o maior prêmio da cardiologia brasileira

Medicina

Cirurgião paranaense recebe o maior prêmio da cardiologia brasileira

  • Gazeta do Povo Online
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A medicina paranaense vai receber o prêmio máximo da cardiologia brasileira, na quinta-feira (7), em São Paulo. O cirurgião paranaense Francisco Diniz Affonso da Costa, da Santa Casa de Curitiba, receberá o prêmio por sua experiência de dez anos com a Operação de Ross, técnica utilizada para a substituição da válvula cardíaca.

A experiência foi eleita pela Sociedade Brasileira de Cardiologia como a maior do país na área de Cardiologia Intervencionista e Cirurgia. O prêmio é entregue aos 10 melhores Artigos Originais publicados na Revista Arquivos Brasileiros de Cardiologia no período de dezembro de 2005 a dezembro de 2006.

O médico paranaense é o único cirurgião brasileiro especializado na Operação de Ross e já realizou 300 cirurgias na Santa Casa de Curitiba, com uma taxa de sobrevida dos pacientes de 98%.

A técnica consiste na substituição da válvula cardíaca aórtica degenerada pela válvula pulmonar, que por sua vez é substituída por uma válvula humana ou homoenxerto, com células retiradas da válvula do doador cadáver.

Pioneirismo

O único Banco de Válvulas Cardíacas Humanas do Brasil encontra-se na Santa Casa de Curitiba. Desde a criação do banco, em 1995, a equipe de médicos e pesquisadores detém a liderança na realização de transplantes de válvulas cardíacas humanas na América Latina, tendo sido a primeira do continente americano a utilizar a válvula descelularizada e repovoada com células endoteliais do próprio paciente, em novembro de 2005.

A técnica é considerada o maior avanço mundial na área de homoenxertos. Apenas três centros de cirurgia cardíaca no mundo, situados em Berlim e Munique, na Alemanha, conseguiram realizar o mesmo feito que a Santa Casa de Curitiba.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE