| Antônio More/ Gazeta do Povo
| Foto: Antônio More/ Gazeta do Povo

A próxima semana será marcada por protestos de assistentes jurídicos, sociólogos, psicólogos e assistentes sociais aprovados no concurso da Defensoria Pública no Paraná. O objetivo é cobrar a imediata nomeação para os cargos. As mobilizações são organizadas por entidades profissionais, como o Sindicato dos Psicólogos do Paraná, a Associação dos Servidores da Defensoria Pública do Paraná, o Conselho Regional de Psicologia e o Conselho Regional de Serviço Social. Segundo o Sindicato dos Psicólogos do estado, o concurso, realizado há aproximadamente dois anos, vence em 14 de novembro e cerca de 400 concursados ainda não foram nomeados pelo governo do estado.

Agenda

Na segunda-feira haverá uma reunião, às 18h, no Sindicato dos Psicólogos do Paraná, para os profissionais que desejarem impetrar mandado de segurança. Na quarta de manhã, trabalhadores farão uma "comemoração" pelos dois anos do concurso em frente da sede da Defensoria em Curitiba. E no sábado deve acontecer um grande ato em frente à sede estadual do PSDB (Praça do Expedicionário).

Impedimento

Procurado pela coluna, o governo do Paraná informou, via assessoria de imprensa, que é de conhecimento geral que o estado opera no limite prudencial de gastos com pessoal, o que impede a nomeação de novos servidores. Segundo a assessoria, a defesa dos servidores é legítima, mas o governo não pode assumir um gasto que é inviável. Hoje, apenas 102 das 528 vagas previstas estão preenchidas, segundo o presidente da Associação dos Funcionários da Defensoria Pública do Estado do Paraná, Renato de Almeida Freitas.

Presentes para Londrina

Depois da campanha para arrecadar "presentes de casamento" para a prefeitura de Curitiba, agora é Londrina que tenta estimular a população a praticar ações individuais e coletivas para melhorar a qualidade de vida na cidade. Disponível para download desde a manhã de ontem, o aplicativo "Meu Presente para Londrina" foi desenvolvido pela startup londrinense Geleia Mob, em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil) e outras 40 entidades que compõem o movimento "Pé Vermelho, mãos unidas", em homenagem ao aniversário de 80 anos do município.

Rede social

O aplicativo londrinense funciona como uma rede social, com a possibilidade de adicionar amigos e compartilhar informações. A ideia é que o usuário possa divulgar a boa ação que fez em prol da cidade. Ao compartilhar, informa também o local onde a ação foi realizada. A ferramenta permite ainda que os usuários criem mobilizações por uma determinada causa, como ocorre na opção "Eventos" do Facebook. "Vamos supor que alguém queira organizar um grupo para fazer uma visita a um asilo ou escola. O aplicativo tem essa ferramenta de mobilização", explica o superintendente da Acil, Diego Menão. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente nas lojas virtuais App Store e Play Store.

Errata

A coluna informou ontem que a Secretaria Municipal de Educação de Ponta Grossa decidiu que as novas matrículas da educação infantil para o ano letivo de 2015 serão feitas apenas no próximo ano e não em novembro, como estava previsto. Na realidade, trata-se da Secretaria Municipal de Educação de Castro. Pedimos desculpas aos leitores. O adiamento ocorreu para evitar que pessoas "vendam" lugar na fila.

Colaboraram: Joana Neitsch e Tatiane Salvatico

Dê sua opinião

O que você achou da coluna de hoje? Deixe seu comentário e participe do debate.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]