Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Reprodução/
| Foto: Reprodução/

O Corpo de Bombeiros encontrou, por volta das 17h40, o corpo do porteiro Dejair das Neves, 47, em meio aos escombros do condomínio de luxo que desabou em Vitória na madrugada desta terça (19).

Neves foi encontrado sem vida após mais de 14h desaparecido. O desabamento da edificação, na Enseada do Suá, bairro nobre da capital capixaba, deixou outras quatro pessoas feridas.

Dois funcionários foram atendidos e já liberados do hospital. Um outro continua hospitalizado, mas passa bem. O síndico do prédio, que teve os maiores ferimentos -uma fratura na costela e outra na perna-, passou por cirurgia e também está estável.

O acidente aconteceu por volta das 3h30 na área de lazer comum de três torres do condomínio Grand Park Residencial Resort. Abaixo do pavimento da área que caiu, que inclui piscina, academia e salão de jogos, havia dois pavimentos de garagem.

A avaliação do governo do Estado é que os danos seriam ainda mais graves se o acidente tivesse ocorrido durante o dia, quando há intenso movimento na área do acidente.

A Polícia Civil apura as responsabilidades do desabamento. Não há indícios de abalo estrutural nas outras edificações do condomínio, mas moradores ainda não poderão passar a noite em suas casas. Contudo, eles foram liberados para, de forma ordenada, entrar em seus apartamentos a fim de buscar pertences pessoais.

Edifícios vizinhos podem funcionar normalmente porque não há risco de desabamento da estrutura, segundo o governo.

O condomínio foi construído em uma área de 7.569 m² com 29 andares cada edifício, na avenida Nossa Senhora dos Navegantes.

A Cyrela e a Incortel Incorporações e Construções Ltda., sócio responsável pela obra, afirmam que estão apurando internamente as possíveis causas do ocorrido e que estão colaborando integralmente com as autoridades locais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]