Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Registro de São João do Triunfo. Cidade está isolada | Josué Teixeira / Gazeta do Povo
Registro de São João do Triunfo. Cidade está isolada| Foto: Josué Teixeira / Gazeta do Povo

Nos municípios

Nas localidades afetadas pelas chuvas, as doações também podem ser feitas nas unidades do Corpo de Bombeiros. Confira aqui os endereços.

Leitores registram chuva e estragos no PR

Fez fotos da chuva e dos estragos no Paraná? Envie para a Galeria do leitor da Gazeta do Povo. Clique aqui para enviar e também para visualizar as imagens.

Confira os municípios que já decretaram situação de emergência 

Altamira do Paraná; Anahy; Barbosa Ferraz; Boa Esperança do Iguaçu; Bituruna; Campina do Simão; Campo Bonito; Campo Largo; Campo Mourão; Cantagalo; Capanema; Catanduvas; Cascavel; Chopinzinho; Cianorte; Corbélia; Coronel Vivida; Cruz Machado; Diamante do Sul; Dois Vizinhos; Doutor Camargo; Floresta; Foz do Jordão; General Carneiro; Godoy Moreira; Goioerê; Grandes Rios; Goioxim; Guaporema; Guaraniaçu; Guarapuava; Ibema; Imbituva; Irati; Ivaiporã; Jardim Alegre; Laranjeiras do Sul; Lindoeste; Mallet; Manoel Ribas; Mangueirinha; Marechal Cândido Rondon; Marquinho; Medianeira; Mirador; Nova Cantu; Nova Laranjeiras; Pinhalão; Pinhão; Piraí do Sul; Pitanga; Porto Barreiro; Quedas do Iguaçu; Querência do Norte; Quinta do Sol; Realeza; Rebouças; Reserva do Iguaçu; Rio Azul; Rio Bonito do Iguaçu; Rio Branco do Ivaí; Rio Negro; Realeza; Roncador; Rosário do Ivaí; Três Barras do Paraná; Santa Lúcia; São João; São João do Ivaí; São João do Triunfo; São Jorge do Oeste; São José das Palmeiras; São Mateus do Sul; Saudade do Iguaçu; Sulina; União Da Vitória; Espigão Alto do Iguaçu; Ortigueira e São Miguel do Iguaçu.

Rodovias comprometidas

O Paraná também registra problemas em rodovias estaduais e federais que cortam o estado. Segundo informações repassadas por autoridades responsáveis, havia 46 pontos de interdição na noite desta segunda-feira. Veja os pontos relatados.

Sem energia elétrica e água

As chuvas que causaram estragos em boa parte do estado no fim de semana ainda deixam residências sem abastecimento de energia elétrica na manhã desta segunda-feira.

Segundo a Copel, 26 mil domicílios permanecem sem luz, sendo que as regiões Oeste e Sudoeste concentram mais da metade dos afetados. A companhia destaca que 600 eletricistas trabalham para reestabelecer o serviço em todo estado.

A falta de abastecimento de energia e a inundação de estações de captação também prejudicam o abastecimento de água em vários municípios do estado. Segundo a Sanepar, 45 municípios têm problemas no fornecimento.

  • Os temporais também provocaram estragos em Cascavel, no Oeste do estado
  • Situação em Irati
  • Os temporais também provocaram estragos em Cascavel, no Oeste do estado
  • Cidade de Cruz Machado debaixo da água: cerca de 18 mil pessoas estão ilhadas
  • Chuva deixou muitos estragos no bairro Caximba, em Curitiba
  • Chuva deixou muitos estragos no bairro Caximba, em Curitiba
  • Chuva deixou muitos estragos no bairro Caximba, em Curitiba
Veja também

Mais 50 municípios do Paraná, entre eles Curitiba, Pinhais e São José dos Pinhais, vão decretar situação de emergência devido ao excesso de chuvas que causou estragos em todo estado neste fim de semana. Segundo a assessoria de imprensa do governo do Paraná, a lista completa com os nomes das 50 cidades será divulgada na terça-feira.

IMAGENS: Veja fotos dos estragos causados pela chuva no Paraná

A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (9) pelo governador Beto Richa, que deve assinar novo decreto logo pela manhã desta terça-feira (10).

De acordo com a Casa Militar do Paraná, o ministro da Integração Nacional, Francisco José Teixeira, assegurou que o governo federal vai agilizar o reconhecimento dos decretos do Paraná para que os municípios possam acessar recursos federais.

Até o momento, 79 cidades decretaram situação de emergência. São Miguel do Iguaçu e Ortigueira somam-se à lista por terem soltado decreto individual de emergência.

Desde sábado, as chuvas afetaram mais de 106 mil paranaenses, sendo que 11.281 pessoas tiveram de sair de casa e quase 8 mil pessoas permanecem desalojadas.

Por meio do decreto, os municípios podem fazer compras para lidar com a situação de calamidade sem passar por processos licitatórios. A assessoria do governo informa que, até a noite desta segunda-feira (9), nenhum município fez pedido de recursos ao estado. Todas as cidades afetadas estão utilizando suas próprias reservas.

Seis pessoas estão desaparecidas; nove morreram por causa das chuvas

Chegou a seis o número de desaparecidos por causa das chuvas deste fim de semana no Paraná. Até a manhã desta segunda-feira (9), a Defesa Civil contabilizava apenas uma pessoa desaparecida, em Guarapuava, no Centro-Sul. Contudo, os trabalhos de resgate iniciados nesta manhã apontam que há ainda outras três pessoas sem paradeiro identificado também na cidade, além de um desaparecido em Rebouças, e outro em Altamira.

Além dos desaparecidos, as fortes chuvas que atingem o Paraná também deixaram um saldo de pelo menos nove mortes. Em Guarapuava, duas pessoas morreram, entre elas o jovem Leandro Bordiak, 29, que foi levado pela correnteza ao tentar fechar a porta de casa. Duas mortes foram registradas na noite deste sábado (7) na cidade de Medianeira. Andreia Luzia Borgmann da Silva, 20, e o filho Samuel da Silva, de apenas nove meses, retornavam do interior do município no carro da família que era conduzido por Eder Dorvalino da Silva. Ao tentar cruzar uma pequena ponte, o carro foi levado pela correnteza e arrastado por aproximadamente 200 metros.

Em Sulina, no Sudoeste do Paraná, Paulo Inácio Kaling, 39, morreu soterrado após sua casa ser atingida por um barranco que desmoronou.

Outra morte foi registrada por volta das 21 horas de sábado na PR-158, entre Rio Bonito do Iguaçu e Laranjeiras do Sul. Um carro rodou na pista molhada, bateu em uma árvore e caiu em córrego. Três pessoas estavam no automóvel e os bombeiros suspeitam que a passageira Marilei Eva Lambrecht, 41, tenha sido ejetada para fora. O corpo dela foi arrastado pela correnteza por aproximadamente 800 metros.

Em Quedas do Iguaçu, no Centro-Sul do estado, um deslizamento no início da tarde deste domingo destruiu uma casa. Segundo informações do Corpo de Bombeiros local, pelo menos uma pessoa morreu. Outra morte aconteceu em Guaraniaçu.

PR tem 124 cidades afetadas pelas enchentes do fim de semana

Balanço da Defesa Civil do Paraná divulgado às 18 horas desta segunda-feira (9) mostra que já chega a 124 o número de municípios paranaenses atingidos pelas enchentes que assolou o estado desde o fim de semana.

A cidade com o maior número de afetados é Curitiba, onde os temporais atingiram 15.213 pessoas e 3.509 residências. Na capital, 70 pessoas permanecem até esta noite em abrigos. Em Quedas do Iguaçu, na região Oeste, já são 13,5 mil pessoas prejudicadas pela chuva e também pelo forte vendaval que atingiu o município na madrugada deste domingo. O número leva em conta, principalmente, famílias na área rural que estão isoladas, de acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade.

Também é grande a quantidade de pessoas prejudicadas na região de Guarapuava, no Centro-Sul, que registra ainda várias interdições nas rodovias locais. Em Bituruna, são 8 mil pessoas afetadas, sendo que mil precisaram ser desalojadas, mas já voltaram para suas casas. Em Irati, duas mil pessoas tiveram problemas por causa do mau tempo. Na cidade, 1,5 mil moradores ainda permanecem em abrigos organizados pelo município.

Chuvas no Paraná

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]