i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
vila nossa senhora da luz

Escola com banheiro de shopping e polo de empregos: a CIC pelo olhar de um repórter comunitário

Nada que acontece na comunidade passa despercebido pelos olhos e ouvidos atentos de Haroldo Marconi, de 46 anos, conselheiro fiscal da associação de moradores do local

  • PorLuisa Nucada, da Tribuna do Paraná
  • 02/08/2016 16:57
 | Felipe Rosa/ / Tribuna do Paraná
| Foto: Felipe Rosa/ / Tribuna do Paraná

Nada que acontece na Vila Nossa Senhora da Luz passa despercebido pelos olhos e ouvidos atentos de Haroldo Marconi, 46 anos, conselheiro fiscal da associação de moradores e repórter comunitário. Em seu perfil no Facebook, ele divulga vídeos, textos e fotos de eventos e iniciativas que são realizados na região, como a festa junina da vila, as decisões da Copa Quarentinha e as ações do coletivo cultural Ânima CIC. A história é do Caçadores de Notícias, da Tribuna do Paraná.

Fé, fios e aulas de português: a inusitada história de um lar de gatos em Curitiba

Leia a matéria completa

Um de seus vídeos, sobre a menina Heloísa, de 9 anos, que morava na vila e morreu com suspeita de negligência médica, teve bastante repercussão. “Foi uma história triste, um caso que comoveu muito a comunidade. Eu fiz a cobertura, e o vídeo teve mais de 70 mil visualizações”, diz.

Haroldo não apenas registra o dia a dia do local como também é um dos maiores entusiastas e admiradores da comunidade onde vive. “Tenho muito orgulho de morar aqui. É uma vila maravilhosa, segura, muito boa pra se viver. A escola Albert Schweitzer é uma das melhores de Curitiba, os banheiros foram reformados e estão parecendo banheiro de shopping do Batel. O tráfico existe em qualquer lugar, até dentro da polícia. Nossa vila não pode ser associada a isso”, afirma.

Toque de recolher

Segundo ele, o toque de recolher que teria sido dado após a morte de um traficante na vila, no mês passado, foi só um boato espalhado por causa do Whatsapp. “Não existiu toque de recolher. Eu trabalhei em uma panificadora aquele dia, teve uma pizzaria que ficou aberta até meia-noite. Foi uma brincadeira de mau gosto”, aponta.

Na opinião dele, “a prova contundente de que a vila não é lugar de vagabundos é que as empresas e fábricas da CIC se desenvolveram graças ao trabalho de quem nasceu ali.” “Foram os moradores da Nossa Senhora da Luz que construíram a Bosch, a Phillip Morris, a Siemens, que deram e dão emprego pra tanta gente. Aqui todo mundo é guerreiro, trabalhador.”

Aos sábados, Haroldo participa do programa cultural “A Nossa Tribo”, na rádio comunitária 98.3 FM, que divulga música autoral e outros projetos artísticos da vila.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.