| Reprodução/Facebook
| Foto: Reprodução/Facebook

Familiares das 154 vítimas do acidente aéreo com o voo 1907, da Gol, ocorrido em 29 de setembro de 2006, farão um ato em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, nesta terça-feira (29), data em que se completam nove anos da tragédia. O ato, marcado para as 10h30, terá uma homenagem aos que perderam a vida no acidente e também um apelo dos familiares, que esperam a publicação do julgamento de recursos da defesa.

O ato ocorrerá com a presença de artistas, que participarão das homenagens aos mortos. Segundo a diretora da Associação Familiares e Amigos do Voo 1907, Rosane Guhtjar, as famílias esperam pelo andamento do caso na Justiça. “Nossa expectativa é que, nesse mês de setembro, tenhamos a publicação dessa decisão e que essa etapa seja logo resolvida para que a execução possa começar e consigamos ter a punição para os responsáveis”, diz.

O caso foi julgado pelo STF no início do mês de setembro deste ano. A corte manteve a pena para os pilotos norte-americanos Joseph Lapore e Jan Paul Paladino em três anos, um mês e dez dias, em regime aberto. Eles foram considerados responsáveis pela morte dos passageiros e tripulantes do voo 1907.

Os pilotos dos Estados Unidos conduziam o jato Legacy em 2006, quando se chocaram com o Boeing 737, da empresa Gol, que saiu de Manaus com destino a Guarulhos, na Grande São Paulo. O choque ocorreu no sobrevoo pelo estado de Mato Grosso.

Um vídeo sobre os nove anos da tragédia foi feito em homenagem às vítimas. Confira:

Não deixe essa estrela apagar

Participe da nossa homenagem! #naodeixeessaestrelaapagar #SavetheDate #STF #justiça #uniaoeforça

Posted by Não deixe essa estrela apagar on Tuesday, September 22, 2015
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]