i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Educação

Fim do analfabetismo para 28 cidades

  • PorTatiana Duarte
  • 01/01/2009 21:03
O Ministério Público promete brigar para ampliar a oferta de vagas na educação infantil em todo o estado | Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo
O Ministério Público promete brigar para ampliar a oferta de vagas na educação infantil em todo o estado| Foto: Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo

A declaração de 16 cidades como territórios livres do analfabetismo no Paraná ficou para o primeiro semestre de 2009. O coordenador do Programa Paraná Alfabetizado, Wagner Roberto do Amaral, explica que houve um atraso no calendário, mas que outros 12 municípios devem ter, no máximo, apenas 4% da população analfabeta – índice considerado pela Unesco e pelo Ministério da Educação para definir territórios livres do analfabetismo. "As eleições tiraram um pouco a dinâmica do processo, mas teremos mais cidades que conseguiram reduzir os números", diz. No Paraná, apenas Curitiba, Quatro Pontes e Entre Rios do Oeste são declaradas livres do analfabetismo.

A ampliação da educação infantil em todo o Paraná será uma das batalhas do Centro de Apoio às Promotorias de Educação do Ministério Público Estadual (MPE). De acordo com a promotora de Justiça Hirmínia Dorigan de Matos Diniz continua o trâmite do inquérito civil contra a prefeitura de Curitiba para acabar com o déficit declarado pelo próprio município, de 12 mil vagas nas creches. A promotora ainda ressalta que o problema existe em todo o estado. "Vamos fazer o levantamento dessa demanda em cada município", diz Hirmínia.

Para o superintendente executivo da Secretaria de Educação de Curitiba, Jorge Eduardo Wekerlin, cobrir o déficit de vagas da educação infantil é um dos grandes desafios da próxima gestão do prefeito reeleito Beto Richa. Wekerlin explica que 3.101 vagas já estão cobertas com a ampliação e finalização de novos Centros Municipais de Educação Infantil. Assim, o ano inicia com 9.283 crianças à espera de uma vaga na educação infantil. A pretensão da prefeitura é reduzir essa fila para 7.123, com a criação de mais nove unidades já previstas no orçamento, com custo de cerca de R$ 10 milhões. "O déficit era muito grande, mas tivemos grandes avanços. Saltamos de um investimento na educação infantil de R$ 77 milhões, em 2004, para R$ 155 milhões em 2009."

A qualidade da educação é outra prioridade. Curitiba ficou pela segunda vez consecutiva em 2008 entre as capitais brasileiras com o maior Índice da Educação Básica (Ideb), indicador criado pelo Ministério da Educação para avaliar a qualidade da educação básica. O Paraná foi um dos cinco estados do país com o maior índice. Para a secretária de Educação do Paraná, Yvelise Arco-Verde, as avaliações dos professores e equipe pedagógica vão ajudar a garantir resultados positivos. "Lá na sala de aula vai ter de melhorar. Isso implica não deixar que um contingente grande de alunos saia da escola sem conseguir aprender."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.