i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Investigação

Fotógrafo pode ter lesado mais de cem noivos, diz delegado

  • PorBruna Maestri Walter
  • 17/06/2010 21:05

O número de boletins de ocorrência contra o fotógrafo Albari Ferreira, que fechou o estúdio em Curitiba na sexta-feira e está desaparecido desde então, subiu de 20 para 35 registros em um dia. Segundo o delegado Vilson Alves Toledo, da Delegacia de Crimes contra a Economia e Defesa do Consumidor, onde as queixas são registradas, a quantidade de vítimas deve passar de cem. "Um dos fotógrafos terceirizados dele já tinha contrato para prestar serviço até o fim de 2011", justifica o delegado.

No inquérito policial há informações de cobranças indevidas por parte de Ferreira, de emissão de cheques sem fundo e, principalmente, de falta de entrega do material aos clientes. O delegado Toledo afirma ainda que está caracterizado o crime de estelionato, com pena prevista de 1 a 5 anos de reclusão e multa. "É um golpe, uma fraude [que foi feita] utilizando de um artifício que foi o estúdio fotográfico", diz o delegado.

Ferreira é especializado em fotos para casamento e dizia estar há 20 anos no ramo. Na loja vizinha ao estúdio dele, no bairro Alto da XV, cerca de 80 casais que teriam sido lesados deixaram seus nomes em uma lista. Os clientes que já casaram temem ficar sem as fotos da cerimônia. Já os casais com data marcada para a celebração estão contratando outros profissionais e reclamando do prejuízo.

As investigações policiais também apontam que Ferreira abriu filiais em outros estados. O engenheiro eletricista Sandro Mauro Ferrari é um destes clientes. Morador de Joinville (SC), Ferrari conheceu o serviço do fotógrafo em uma feira de noivas na cidade. Casou no fim de maio e está preocupado com a possibilidade de não receber as fotos da cerimônia. "Tenho um e-mail em que ele fala que entregaria nesta semana ou na semana passada um CD com fotos. Comecei a ligar para ele. Nenhum telefone atendia", diz o engenheiro. A reportagem tentou entrar em contato com o fotógrafo, mas ninguém atendeu os telefonemas.

Serviço:

Queixas estão sendo registradas na Delegacia de Crimes contra a Economia e Defesa do Consumidor (Rua Ermelino de Leão, 513, Alto São Francisco). Telefone (41) 3883-7100.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.