Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Graciosa tem trecho histórico revitalizado

OBRA VIÁRIA

Graciosa tem trecho histórico revitalizado

Entre Quatro Barras e a PR-410, estrada ganhou 20 quilômetros de pavimentação. Objetivo é incentivar o turismo na região

  • Luiz Felipe Marques, especial para a Gazeta do Povo
A recuperação da estrada foi financiada com verba do Ministério do Turismo. Apelo histórico e ambiental da região tem potencial para atrair visitantes |
A recuperação da estrada foi financiada com verba do Ministério do Turismo. Apelo histórico e ambiental da região tem potencial para atrair visitantes
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Um trecho histórico da Estrada da Graciosa, via de ligação do século 19 entre Curitiba e as cidades de Morretes e Antonina, no litoral paranaense, acaba de ter sua nova pavimentação concluída. Em pouco mais de dois anos de obras e com investimento de R$ 17,6 milhões, 20 quilômetros da rodovia agora contam com intervalos de asfalto e outros de paralelepípedos.O trecho reformado sai de Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, e segue até a PR-410, local mais conhecido da Estrada da Graciosa, que também tem acesso pela rodovia Régis Bittencourt (BR-116). Com a obra, agora todo o caminho da antiga Estrada da Graciosa se encontra pavimentado.

A verba para a obra foi disponibilizada pelo Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), órgão do Ministério do Turismo, diante do pedido do município, que enxerga potencial de atração de visitantes devido ao apelo histórico e ambiental do lugar. A reinauguração da estrada estava prevista para hoje, com a presença da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), e do ministro do Turismo, Pedro Novaes (PMDB). O encontro, no entanto, foi cancelado devido a compromissos de agenda dos dois ministros.

Restauração

As melhorias na estrada foram acompanhadas da restauração de trechos que buscaram manter as características originais da via. O mesmo aconteceu com pontos históricos do local, como a centenária ponte do Rio Taquari, que também passou por reformas. Além disso, foram construídos oito quilômetros de ciclovias que acompanham parte da estrada.

“Tentamos dar melhores condições à estrada e, ao mesmo tempo, manter algumas de suas características históricas. A questão do meio ambiente também foi levada em conta, lembrando que lá estão áreas de preservação da Mata Atlântica”, afirma o prefeito de Quatro Barras, Loreno Tolardo (PDT).

Ele lembra que as obras finalizadas fazem parte de um projeto maior, que inclui a construção de um núcleo de atendimento a turistas e novos postos da Polícia Rodoviária Estadual e da Polícia Ambiental Força Verde. Há ainda a intenção de construir sete pontos temáticos ao longo da estrada, que devem lembrar a história da família real e sua passagem pelo local no final do século 19. Com o projeto concluído, a prefeitura espera renomear o trecho, que passaria a se chamar Real Estra­­da Parque da Graciosa.

Na estimativa do secretário de programas estratégicos do município, Ronaldo Loures Rocha, as novas obras irão custar de R$ 3 milhões a R$ 5 milhões e devem contar com parcerias do governo estadual. Todo o projeto das novas obras já está concluído, mas ainda não há prazo para o início das construções.

Contorno

Já um trevo de acesso à estrada pelo Contorno Leste, teve sua instalação iniciada em abril, de acordo com a prefeitura de Quatro Barras. O projeto está sendo conduzido pela Autopista Litoral Sul, concessionária que administra a rodovia do Contorno Leste. O investimento é de R$ 4,2 milhões.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE