i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Movimento nacional

Greve deve fechar agências do INSS a partir desta terça-feira (7)

Trabalhadores reclamam de falta de funcionários e que lei de orçamento do governo federal para o próximo ano não contempla aumento para a categoria

  • PorAntonio Senkovski
  • 06/07/2015 17:54
 | Marcelo Elias/Arquivo/Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Elias/Arquivo/Gazeta do Povo

O sindicato que representa os funcionários do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) promete fechar as portas de escritórios do órgão em todo o país a partir desta terça-feira (7). A greve afeta também as repartições do Ministério da Previdência, Ministério da Saúde e Ministério do Trabalho. A recomendação para os cidadãos que precisem de atendimentos, mesmo que agendados, é de que liguem para os escritórios antes de sair de casa para evitar transtornos.

No Paraná, o sindicato que representa a categoria (SindPRevs) indica que todas as agências da capital e da região metropolitana estarão fechadas. Em Curitiba, há escritórios no Centro nos seguintes endereços: Rua XV de Novembro, Rua Cândido Lopes e Avenida Visconde de Guarapuava. Na capital, também há uma agência no Hauer. Na região metropolitana, confirmaram que vão fechar as portas as agências das cidades: Araucária, Campo Largo, Pinhais, São José dos Pinhais, Campina Grande do Sul, Mandirituba e Fazenda Rio Grande.

As informações foram repassadas pela diretora do sindicato Jaqueline Mendes de Gusmão. Ela relata que a categoria aprovou um indicativo de greve no último dia 27 de junho. “Nós recebemos um reajuste de 15% fracionado em três anos [5% ao ano]. A última parcela foi incorporada ao salário em janeiro. Em fevereiro já começamos nossa negociação com o governo. Desde então, não aconteceu nada.”

Ela cita que os principais pontos de reivindicação são aumento salarial e reposição de funcionários via concurso público. Há ainda a tentativa de incorporação de benefícios pagos como bônus aos salários. Os funcionários novos também exigem um plano de carreiras. O reajuste salarial linear reivindicado é de 27% e o sindicato pede ainda paridade, ou seja, que o valor aplicado aos funcionários da ativa seja também aplicado aos aposentados.

INSS

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), via assessoria de imprensa, diz que ainda não está se pronunciando sobre a greve. O órgão informa que está de prontidão para, a partir desta terça-feira (7) , avaliar o movimento e se pronunciar sobre o assunto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.